De León assume o comando do Grêmio

O Grêmio confirmou a contratação do técnico uruguaio Hugo De León nesta terça-feira. O treinador chegou de Rivera durante a manhã, foi apresentado à imprensa pelo presidente do clube, Paulo Odone Ribeiro, e já anunciou que os jogadores terão de ter ?alma gremista?desde o primeiro dia. A frase resume a estratégia que De León e odiretor de futebol Mário Sérgio, que assumiu na semana passada,traçaram para 2005. Eles sabem que não terão como montar um time degrandes recursos técnicos, mas acreditam que se o Grêmio retomarespírito guerreiro que faltou nos dois últimos anos pode voltar àprimeira divisão em 2006.A dupla Mário Sérgio e De León está diante de um grande desafio. OGrêmio vive o pior momento de sua história. O clube deve R$ 95 milhões,está mais disposto a servir de vitrine para jogadores oferecidos porempresários do que a pagar por transferências, estabeleceu um tetosalarial ? de R$ 35 mil ? que vai afastar Cocito, Christian e CláudioPitbull e tem apenas 12 jogadores para começar a temporada. A identificação de profissionais dispostos a retirar o Grêmio da crise em troca da projeção de jogar num clube tradicional é a tarefa imediata danova comissão técnica. O primeiro reforço é o lateral-esquerdoMarcinho, liberado sem custos pelo São Caetano.Currículo e respeito dos gremistas, pelo menos, De León tem. Foi ele,como zagueiro e capitão do time, que ergueu a primeira TaçaLibertadores da América conquistada pelo clube e o troféu de campeãomundial, em 1983. Naquela decisão, contra o Hamburgo, Mário Sérgiotambém estava em campo como um ponta-esquerda recuado. Como jogador, De León atuou no Nacional (Uruguai), Grêmio, Corinthians, Santos,Botafogo, Logroñés (Espanha), River Plate (Argentina) e Toshiba(Japão). Como treinador, comandou o Ituano, o Fluminense e o Nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.