Reprodução
Reprodução

De luto, PSG usará braçadeiras pretas por vítimas de acidente

Técnico Laurent Blanc afirma que 'o esporte francês está de luto'

Estadão Conteúdo

10 Março 2015 | 15h48

O acidente de helicóptero que deixou 10 mortos na Argentina, entre eles oito franceses, comoveu o mundo, e o Paris Saint-Germain encontrou sua forma para prestar as homenagens. Diante do Chelsea, nesta quarta-feira, em Londres, no jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões, todos os jogadores do time usarão braçadeiras pretas em sinal de luto pelas vítimas.

Na última segunda-feira, dois helicópteros se chocaram na localidade argentina de Villa Castelli, ao norte da Argentina, vitimando a nadadora Camille Muffat, campeã olímpica dos Jogos de Londres, em 2012. O boxeador Alexis Vastine, bronze em Pequim, em 2008, e a velejadora Florence Arthaud também morreram. Todos eles participariam do reality show "Dropped", programa do canal francês TF1 em que duas equipes de celebridades tinham como desafio sobreviver em condições extremas até encontrarem a civilização.

A tragédia chocou a França e o mundo do esporte. O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, lamentou o ocorrido e decretou luto oficial de três dias. O presidente francês, François Hollande, também manifestou a "imensa tristeza" por estas "mortes brutais".

O PSG encontrou seu jeito de homenagear as vítimas e também declarou luto. "Eu gostaria de manifestar, em nome do Paris Saint-Germain, nossas sinceras condolências às famílias das 10 vítimas que morreram na noite passada. O esporte francês está de luto hoje. Espero que possamos, como foi pedido pelo clube, jogar com braçadeiras pretas amanhã", disse o técnico Laurent Blanc.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.