De novo, Luís Fabiano salva o São Paulo

O São Paulo não conseguiu golear a Liga Deportiva Universitária (LDU) e devolver o ?olé? levado em Quito, há uma semana, mas, com força de vontade e muita persistência, alcançou importante vitória por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Morumbi, para a alegria dos mais de 52 mil pagantes. O herói da noite foi, mais uma vez, Luís Fabiano, autor do único gol do jogo, aos 28 minutos do segundo tempo. ?Não foi a partida que o torcedor esperava, mas o mais importante foi a vitória?, declarou o artilheiro. ?Pelo menos não faltou garra a nós.? O triunfo, sofrido, foi bastante comemorado pelos torcedores e pelo elenco, porque deixou a equipe perto das oitavas-de-final da Taça Libertadores. O São Paulo chegou a 9 pontos e está na segunda colocação do Grupo 4. A LDU, que havia derrotado os brasileiros por 3 a 0, quinta-feira, no Equador, tem a mesma pontuação, mas leva vantagem no saldo de gols. Mesmo que não termine a primeira fase na liderança da chave, o time tem grandes chances de se classificar no critério técnico. Para isso, mais 2 ou 3 pontos serão suficientes. No dia 23, os brasileiros enfrentarão o Cobreloa, no Chile, e, na última rodada, receberão o Alianza, que está na terceira posição, com 6 pontos. Nesta quarta, os peruanos ganharam dos chilenos por 1 a 0. Os são-paulinos não decepcionaram e fizeram muita festa no Morumbi, embora o número de torcedores fosse um pouco menor do que o esperado. Os dirigentes contavam com a presença de mais de 60 mil pessoas, mas as fortes chuvas na capital paulista intimidaram muita gente. A equipe entendeu o recado do técnico Cuca e jogou com empenho digno de elogio, buscando dar o troco nos equatorianos, que deram ?olé? no primeiro confronto, depois de estarem ganhando com 3 gols de vantagem. Com Souza no lugar de Marquinhos, o São Paulo fez grande pressão no início e acertou duas vezes a trave do goleiro Espinosa, em finalizações de Grafite. Como o tempo ia passando, o gol não saía e o adversário atuava de forma retrancada, alguns atletas começaram a se irritar e, em alguns momentos, fizeram faltas violentas. Os primeiros minutos da segunda etapa foram preocupantes ? a equipe, presa na marcação, não conseguia levar perigo ?, mas, aos poucos, o São Paulo voltou a dominar o jogo, principalmente depois da entrada de Diego Tardelli no lugar de Fábio Simplício. O meio-campo, que pouco criou, precisa de pelo menos um reforço. O presidente Marcelo Portugal Gouvêa afirmou, nesta quarta-feira, que deverá fazer mais uma contratação para o setor. Quando a situação parecia se complicar, Cicinho pôs Luís Fabiano na cara do gol. O atacante, com grande categoria, tocou por cobertura na saída de Espinosa.

Agencia Estado,

10 de março de 2004 | 23h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.