De novo sem convencer, Real Madrid vence com gols de Bale e Ronaldo

De novo sem convencer, Real Madrid vence com gols de Bale e Ronaldo

Real soma 27 pontos, 6 atrás do Barça, que tem 33

Estadão Conteúdo

29 Novembro 2015 | 15h54

Mais uma vez sem exibir uma atuação convincente e em seu primeiro jogo no Campeonato Espanhol após ser atropelado por 4 a 0 pelo Barcelona, o Real Madrid venceu o Eibar por 2 a 0, fora de casa, neste domingo, e chegou aos 27 pontos na terceira posição da competição nacional.

Assim, a equipe merengue voltou a se isolar neste posto da tabela, depois de no último sábado ser alcançado de forma provisória pelo Celta, que superou o Sporting Gjón por 2 a 1, em casa, e chegou aos 24 pontos, pontuação que hoje lhe garante a quarta posição.

O Real, entretanto, segue distante do líder Barça, que tem 33 pontos, e também está atrás do vice-líder Atlético de Madrid, que tem 29. Em dois jogos disputados no sábado, a equipe catalã voltou a justificar a condição de principal rolo compressor do futebol atual ao golear a Real Sociedad por 4 a 0, enquanto o time comandado por Diego Simeone derrotou o Espanyol por 1 a 0. Já o Eibar, com 20 pontos, ocupa a oitava posição da competição nacional.

No confronto deste domingo, o Real abriu o placar aos 43 minutos do primeiro tempo, quando Modric cruzou da esquerda para Gareth Bale desviar de cabeça para as redes. Ao marcar, o astro galês encerrou um jejum que durava desde a segunda rodada do Espanhol, disputada em agosto, quando fez gol diante do Betis.

Cristiano Ronaldo, que perdeu duas chances claras de marcar neste domingo, acabou sendo premiado pela arbitragem, que assinalou um pênalti inexistente em Lucas Vázquez após o atleta se jogar na grande área. O atacante português foi para bola e decretou o 2 a 0, aos 36 minutos da etapa final, na partida na qual o time madrilenho teve os brasileiros Danilo e Casemiro como titulares. O segundo deles, por sinal, foi substituído por Kovacic aos 33 minutos deste segundo tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.