Pedro Henrique Díaz/Divulgação
Pedro Henrique Díaz/Divulgação

De novo sem Martín Silva, Adilson fecha treino do Vasco

Goleiro está no Uruguai acompanhando sua filha, com problemas de saúde

Agência Estado

13 de março de 2014 | 16h36

RIO - O técnico Adilson Batista, do Vasco, resolveu fazer mistério nesta quinta-feira, em São Januário, ao realizar com portões fechados para a imprensa a maior parte do treino que comandou pela manhã visando o clássico deste domingo, contra o Fluminense, às 18h30, no Maracanã, pela 14.ª rodada do Campeonato Carioca.

E na atividade desta quinta mais uma vez o treinador não pôde contar com o goleiro uruguaio Martín Silva, que segue em Montevidéu para acompanhar a sua terceira filha, Pilar, que nasceu prematura recentemente. A bebê, porém, apresentou melhora nesta quinta e por isso o jogador poderá retornar ao Brasil já na manhã desta sexta.

Após o treinamento desta quinta, Adilson disse que ainda conta com a possibilidade de escalar Martín diante do Fluminense. "Preciso conversar com o Rodrigo Caetano (diretor de futebol) para ver quando ele chega. É um jogador querido pelo grupo e extremamente dedicado. Um profissional experiente que nos passa segurança. Que Deus proteja sua filha e que ela possa sair logo do hospital", afirmou o treinador, em entrevista coletiva.

Adilson também justificou o treinamento fechado que dirigiu visando o clássico, no qual o Vasco precisará de um empate para assegurar classificação às semifinais do Campeonato Carioca.

"O atleta sabe quem vai jogar, quem vai atuar, mas é importante você ter uma privacidade, você ter um local fechado, que você fique só você e quem está no dia a dia, para você poder repetir e cobrar alguns detalhezinhos que acho que é importante às vezes chamar um pouquinho mais de atenção, poder falar um pouquinho mais firme", ressaltou o comandante.

Se Martín Silva não poder atuar, Diogo Silva será confirmado como titular do gol. Já se o treinador abrir mão de escalar o time com três atacantes, como vem sinalizando nesta semana que fará, o meia Aranda aparece como candidato a entrar na equipe, provavelmente no lugar do atacante Reginaldo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.