Rodrigo Coca/ Agência Corinthians
Rodrigo Coca/ Agência Corinthians

De olho em vaga na Libertadores, Corinthians treina para confronto direto na quarta

Equipe do técnico Vagner Mancini recebe o Ceará na Neo Química Arena

Redação, Estadão Conteúdo

01 de fevereiro de 2021 | 18h59

De olho na vaga para a Copa Libertadores, o Corinthians voltou a treinar nesta segunda-feira, em preparação para o jogo contra o Ceará, rival direto na briga pela classificação para o torneio sul-americano. A partida será nesta quarta-feira, na Neo Química Arena, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O dia começou com trabalho físico na academia do CT Dr. Joaquim Grava. No gramado, o técnico Vagner Mancini orientou treino tático, já esboçando a formação que pretende mandar a campo na quarta. O Corinthians não revelou o time testado pelo treinador na atividade, que não pôde ser acompanhada pela imprensa em razão da pandemia do novo coronavírus.

O último treino preparatório para o confronto contra o Ceará será realizado na tarde desta terça. Ao fim do treino, os jogadores e a comissão técnica já iniciarão a concentração no hotel localizado dentro do CT.

A partida desta quarta é importante para as ambições do Corinthians no Brasileirão por se tratar de duelo direto com outro candidato a vaga na Libertadores. O Ceará é o nono colocado, uma posição à frente do time paulista. Os dois times estão embolados com 45 pontos, assim como Athletico-PR (8º), Santos (11º) e Atlético-GO (12º). As duas equipes paulistas têm a vantagem de ter um jogo a menos na tabela.

Todos estas equipes ganharam fôlego na briga pela Libertadores em razão dos resultados do fim de semana. Isso porque o Grêmio apenas empatou com o Coritiba, permitindo a aproximação dos rivais. O time gaúcho figura no momento na sétima posição, a última que dá vaga na Libertadores.

O chamado G6 virou G7 em razão do título do Palmeiras na Libertadores. A conquista, que dá lugar direto na próxima edição do campeonato, abriu uma vaga a mais na tabela do Brasileirão - o time alviverde é o sexto colocado, com 52.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.