Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

De olho em vaga na Libertadores, Santos desafia o Inter e tabu no Beira-Rio

Equipe paulista não vence no estádio Beira-Rio há 10 anos

Estadão Conteúdo

22 Outubro 2018 | 09h06

Há 10 anos sem vencer no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, o Santos vai enfrentar o Internacional, às 20 horas desta segunda-feira, pela 30.ª rodada, para tentar confirmar a boa fase no Campeonato Brasileiro. O time comandado pelo técnico Cuca, na briga por vaga na próxima edição da Copa Libertadores, venceu as três últimas partidas que disputou.

O Santos pode não dar show no torneio, mas saiu com vitórias por 1 a 0 nas três últimas vezes que entrou em campo - contra Corinthians, Vitória e Atlético-PR. O desafio agora é derrotar pela primeira vez na competição um dos seis times que ocupam o G6 - grupo de classificação à Libertadores.

No primeiro turno, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, o Internacional venceu por 2 a 1, em junho, quando o time gaúcho ainda não era cotado para disputar o título brasileiro. Já o Santos, então treinado por Jair Ventura, disputava posições próximas à zona de rebaixamento.

A presença de Cuca não é um bom sinal só porque o desempenho santista melhorou muito dentro de campo e na tabela, mas também porque era ele quem treinava o Santos na última vitória do clube no Beira-Rio. Em 2008, durante uma passagem do técnico que durou pouco mais de dois meses, triunfo por 1 a 0 contra o Internacional, com gol de Maikon Leite.

Para o duelo desta segunda-feira, os únicos desfalques são o centroavante Felippe Cardoso, que trata de uma pubalgia e só deve ficar disponível em 2019, e Robson Bambu. Cuca disse que o zagueiro, que tem contrato apenas até 10 de novembro e tem a renovação de contrato cada vez mais improvável, não foi relacionado porque acabou de se recuperar de uma lesão no músculo posterior da coxa direita.

Por outro lado, Alison já cumpriu suspensão por acúmulo de cartões amarelos e voltará a ocupar o lugar que foi de Yuri na última partida. Outros reforços são Rodrygo e Bryan Ruiz ausentes no duelo contra o Corinthians por causa de convocações durante a data Fifa. O atacante deve ser titular, enquanto o meia costa-riquenho começará no banco de reservas, assim como o zagueiro Lucas Veríssimo, que voltou a ser relacionado após longo período afastado para tratar de uma lesão muscular na coxa esquerda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.