De olho na Libertadores, Atlético-MG joga com reservas

Com o pensamento concentrado na disputa da final da Libertadores, o Atlético-MG entra em campo neste domingo com uma equipe quase toda composta por reservas para enfrentar o Corinthians, a partir das 16 horas, no Pacaembu, pela sétima rodada do Brasileirão. Mas o técnico Cuca afirma que, mesmo sem os titulares, o time mineiro pretende fazer um "bom jogo" em São Paulo.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

14 de julho de 2013 | 08h25

Cuca confirmou que não tem intenção de escalar os atletas que enfrentaram o Newell''s Old Boys pela semifinal da Libertadores, na última quarta-feira, em Belo Horizonte. A exceção é o goleiro Victor, herói do time ao garantir a inédita classificação para a final ao defender um pênalti.

Outro titular que também poderá entrar em campo neste domingo é o zagueiro Réver, que cumpriu suspensão e não atuou diante do Newell''s Old Boys. Os demais jogadores, segundo o técnico, "ainda estão com cansaço do jogo" de quarta-feira e serão poupados para a final - a decisão do título da Libertadores começa já na próxima quarta, diante do Olimpia, no Paraguai.

O treinador do Atlético-MG admitiu que o adversário deste domingo é favorito no jogo, porque "está ajustadinho, descansado, completo". "A gente sabe da força do Corinthians. Jogando em casa é mais forte ainda", afirmou Cuca. Mas ele adiantou que tem confiança nos jogadores reservas, porque eles "treinam juntos já tem muito tempo". "Fizeram bom jogo contra o Criciúma e vão fazer outro bom jogo", disse, referindo-se à rodada anterior do Brasileirão, quando venceu o rival catarinense por 3 a 2.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoAtlético-MG

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.