Divulgação/ Inter
Divulgação/ Inter

De olho na Libertadores, Inter aposta no retorno de Guerrero contra o Fortaleza

Vindo de um empate com o Corinthians, equipe soma 50 pontos e ocupa o sétimo lugar na tabela do Brasileiro

Redação, Estadao Conteudo

24 de novembro de 2019 | 15h46

Na briga por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores, seja diretamente na fase de grupos ou no estágio prévio da competição, o Internacional recebe o Fortaleza neste domingo, às 19 horas, no Beira-Rio, em confronto válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Vindo de um empate sem gols com o Corinthians, rival direto na luta pela Libertadores, o Inter soma 50 pontos e ocupa o sétimo lugar. Se o campeonato acabasse hoje, o time colorado seria o último a se classificar à fase prévia do torneio intercontinental.

Para a partida em casa, o Inter aposta no peruano Paolo Guerrero. Ele até enfrentou o Corinthians no último jogo, mas entrou apenas no segundo tempo porque naquela ocasião teve pouco tempo de descanso após defender sua seleção. Desta vez, ele está descansado e, assim, vai retomar sua vaga entre os titulares, deixando Rafael Sóbis no banco.

O técnico Zé Ricardo tem uma dúvida no meio-campo. A tendência é de que Patrick seja mantido, mas Nonato e Neilton não estão descartados e um dos dois pode ganhar uma chance.

Zé Ricardo quer aproveitar o que devem ser seus últimos dias no comando do Inter, que tem um acordo com o argentino Eduardo Coudet. O treinador revelou nesta sexta-feira que deixará o comando do Racing no final deste ano. Ele não citou o clube gaúcho, mas tudo a leva crer que estará em Porto Alegre na próxima temporada.

Mostrando uma postura profissional, Zé Ricardo disse não se incomodar com a situação e quer encerrar seu trabalho levando à equipe colorada à Libertadores.

"Se for esse o caso de ajudar em algumas opiniões, estou aberto. Todos aqui estamos focados em primeiro chegar ao objetivo. A gente não sabe o que vai acontecer no dia de amanhã. O Inter continua com ou sem o Zé Ricardo. Me doando ao máximo e conquistando objetivo, deixo a porta aberta. Se a chegada dele se confirmar, eu vou estar torcendo não só pelas coisas darem certo, mas pelo que o grupo", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.