Alexandre Vidal/ Flamengo
Alexandre Vidal/ Flamengo

De olho na liderança, Flamengo ataca o Corinthians e torce por ajuda do Vasco

Técnico Rogério Ceni não pensa em tropeço e promete sufocar o rival paulista desde o apito inicial

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2021 | 10h02

Em busca do bicampeonato, o Flamengo desperdiçou cinco chances de liderar a atual edição do Brasileirão. Neste domingo, a equipe tem nova possibilidade. Além de ganhar do Corinthians, às 16 horas, no Maracanã, a equipe ainda precisa de uma ajudinha do rival Vasco, que necessita pontuar diante do Internacional, o primeiro colocado. Rogério Ceni não pensa em tropeço e promete sufocar o rival paulista desde o apito inicial.

O Flamengo vai ao ataque diante do rival do seu melhor resultado na competição. A melhor apresentação do time rubro-negro foi justamente nos 5 a 0 em Itaquera. O placar elástico não é cogitado, mas os cariocas nem pensam em deixar escapar pontos.

Ganhar pode significar assumir a ponta, desde que o Inter tropece. E abre a possibilidade de conquista na próxima rodada, no confronto direto com o Inter. Mesmo que a vitória não garanta o primeiro lugar, o resultado é de suma importância para o Flamengo seguir dependendo de suas forças e chegar forte diante dos gaúchos, no outro fim de semana.

A surpreendente derrota do Inter para o Sport "recolocou" o Flamengo como forte candidato à taça. Ceni agora luta para evitar que a equipe jogue fora a chance que reconquistou.

A ordem é repetir 2009. Naquela conquista, o Flamengo assumiu a liderança justamente ao ganhar do Corinthians. Fez 2 a 0 em Campinas e depois ergueu a taça diante do Grêmio, no Rio. Ceni prometeu que o Flamengo vai chegar à última rodada brigando pela taça e confia no ótimo desempenho que Gabriel, Bruno Henrique e Everton Ribeiro costumam ter diante dos paulistas. O trio foi decisivo no primeiro turno e também em outra goleada, no Brasileirão de 2019.

Bruno Henrique corria o risco de perder o jogo por julgamento no STJD, mas acabou absolvido. Assim, apenas João Gomes, suspenso, é desfalque. Diego Ribas está de volta, assim como Rodrigo Caio, recuperado de lesão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.