Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

De olho na liderança, Flamengo desafia Athletico na Arena da Baixada

Time do Rio de Janeiro busca mais uma vitória no Brasileirão jogando no sul do país neste sábado

Redação, Estadão Conteúdo

23 de abril de 2022 | 07h36

Após empatar com o rival Palmeiras, o Flamengo volta a campo neste sábado para enfrentar o Athletico, às 16h30, na Arena da Baixada, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Diferente do clube carioca, que quer a liderança, o time paranaense tenta sair da lanterna e conquistar a sua primeira vitória na competição.

O Flamengo ainda não perdeu no campeonato. Além do empate sem gols diante do Palmeiras, bateu o São Paulo por 3 a 1 e ficou no empate por 1 a 1 com o Atlético-GO, em Goiânia. Na frente dele, apenas Corinthians e Atlético Mineiro, ambos com seis pontos. O time rubro-negro tem cinco.

O Athletico, por outro lado, perdeu os dois jogos que disputou. Na estreia, levou 4 a 0 do São Paulo, resultado que o levou a demitir o técnico Alberto Valentim. Depois sofreu 1 a 0 do Atlético Mineiro, em plena Arena da Baixada.

Apesar da última colocação no Brasileirão, o técnico Fábio Carille admitiu que poderá rodar o elenco devido ao desgaste com a Libertadores e com a Copa do Brasil. A certeza é que o treinador não terá o volante Hugo Moura, que pertence ao Flamengo, que o emprestou para o clube paranaense até o final da temporada.

Sem o atleta, a tendência é que Carille aposte em Pablo Siles, mas Matheus Fernandes e Léo Cittadini correm por fora. Já Erick ainda está em tratamento médico e não deverá ser liberado para atuar.

"Se eu quero intensidade, com nosso calendário, nossas viagens e jogos de dois em dois dias, vou ter que usar o grupo. Já pegamos sábado o Flamengo e na terça-feira Libertadores, o Libertad, no Paraguai. Se eu quero intensidade, vou ter que fazer mudanças. E sem perder a qualidade, já que é um grupo bem qualificado", avisou Carille.

Após aparecer na Sapucaí curtindo o carnaval, o técnico Paulo Sousa deve ir com o que tem de melhor para o duelo para tentar colocar o Flamengo na liderança. A dúvida segue sendo no gol entre Hugo Souza e Santos, contratado junto ao próprio clube paranaense. O primeiro, inclusive, foi o grande destaque no empate contra o Palmeiras.

O treinador também indicou que poderá fazer mudança na lateral-direita. Apesar de vir de uma boa sequência, Isla poderá dar lugar a Rodinei. O atacante Bruno Henrique é dúvida, mas é provável que ainda não fique à disposição de Paulo Souza.

"Vejo a equipe muito bem, como a vi desde o início, quando se inicia qualquer tipo de processo. A equipe vem assimilando ideias dentro da própria estrutura e tem sido uma evolução natural que precisa ser consolidada jogo após jogo. Processo tem início, mas não tem fim, são muitas variáveis. Para podermos criar e termos certa consistência, temos que ir utilizando todos para manter níveis de performances coletivas e individuais", disse o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.