Saeed Khan/AFP
Saeed Khan/AFP

De olho nas oitavas, Austrália vai ao ataque contra a seleção peruana

Além de buscar os três pontos, australianos têm de torcer para derrota da Dinamarca contra a França para se classificar

Estadão Conteúdo

24 Junho 2018 | 19h39

Só a vitória interessa para a Austrália no jogo desta terça-feira, às 11 horas (de Brasília), em Sochi, contra a seleção do Peru, pelo Grupo C da Copa do Mundo da Rússia, para sonhar com a classificação às oitavas de final. O atacante Tom Juric está confiante no bom desempenho da equipe. "Muito simples: vamos jogar para vencer."

+ Em carta, capitão da Austrália promete 'deixar tudo em campo' por classificação

+ Técnico da Austrália considera injusto empate com a Dinamarca: 'Merecíamos mais'

+ Com auxílio do VAR, Austrália busca empate contra Dinamarca e segue viva na Copa

Além de buscar os três pontos, os australianos torcem para derrota da Dinamarca contra a França, em partida no mesmo dia e horário, em Moscou. Assim, empatariam em quatro pontos com os dinamarqueses e a segunda vaga do grupo à próxima fase seria decidida nos critérios de desempate - o primeiro deles é o saldo de gols. A França já é uma das classificadas, com seis pontos, e o Peru já está eliminado, após duas derrotas.

Tom Juric afirmou que o time se prepara bem para a última rodada da primeira fase do Mundial e deu a fórmula para a vitória. "Continue jogando da maneira que temos jogado. Aprimore isso também. Minimize erros e maximize nossas oportunidades na frente do gol", afirmou o atacante, que está na expectativa de ser titular diante dos sul-americanos.

O destaque australiano no comando do ataque é Andrew Nabbout, que está machucado e fora da partida. Ele sofreu lesão no ombro no empata diante da Dinamarca, na última quinta-feira. Tom Juric entrou em seu lugar.

 

Mas o técnico holandês Bert van Marwijk ainda não definiu os 11 que iniciarão o duelo desta terça-feira. As principais opções são, além de Tom Juric, Jamie MacLaren e Tim Cahhil. "Estamos prontos para ir para o jogo. Tim, eu mesmo, Jamie... Quem for chamado, estará em forma", disse Juric.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.