De olho no G-4, Grêmio busca 4ª vitória seguida diante do Atlético-PR

Gaúchos apostam na força de sua arena para entrar de vez na luta pela Libertadores; paranaenses querem se reencontrar com triunfos

Elder Ogliari e Julio César Lima, Estadão Conteúdo

10 Setembro 2014 | 07h21

Em busca da quarta vitória seguida e de olho em vaga no G-4, o Grêmio recebe o instável Atlético-PR, às 19h30, na Arena Grêmio. O time de Felipão quer encostar de vez no bloco de cima da tabela e os paranaenses só pensam em pôr fim à série de tropeços no Brasileirão.

Favorito, se conseguir confirmar os três pontos o Grêmio entrará de vez na briga por uma das quatro vagas para a Libertadores do ano que vem.

O volante Fellipe Bastos terá de cumprir suspensão por acúmulo de cartões amarelos. Em compensação, o volante Ramiro e o atacante Barcos, que ficaram de fora diante do Flamengo, voltam ao time. Além disso, o volante Riveros está recuperado de lesão na coxa direita e disputa posição com Luan.

O Atlético-PR quer apagar a má impressão deixada no empate em casa com o Palmeiras, jogo no qual foi até vaiado. O técnico Claudinei Oliveira deve fazer duas mudanças entre os titulares. O zagueiro Dráusio sofreu micro lesões no rosto e será poupado por precaução médica. Em seu lugar, o treinador deve improvisar William Rocha. Já o atacante Cléo está com uma lesão muscular e cede a vaga para Delatorre.

"Queremos voltar a vencer o mais rápido possível, independentemente do adversário. Sabemos que é um campeonato equilibrado e que não tem jogo fácil. O Grêmio está em um momento bom depois da chegada do Felipão. Mas vamos procurar o resultado porque é importante voltar a vencer", afirmou Weverton.

"O Grêmio é um time rápido do meio para frente e que tem jogado muito bem em casa. É compacto e bem armado. Então, temos que ver estes pontos e saber que será um jogo difícil", avaliou o goleiro.

Mais conteúdo sobre:
futebol Brasileirão grêmio Atlético-PR

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.