Divulgação
Divulgação

De olho nos lucros, Náutico manda jogo de beisebol nos Aflitos

Diretoria do clube pernambucano começa a criar eventos para ocupar o espaço do seu estádio e tentar aumentar as receitas

Diego Salgado, O Estado de S. Paulo

23 Setembro 2014 | 07h00

O time profissional do Náutico pisou pela última vez no gramado do Estádio dos Aflitos há 15 meses, quando empatou com a Portuguesa por 2 a 2 pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Desde então, o clube de Recife manda seus jogos na Arena Pernambuco, localizada em São Lourenço da Mata, a 20 quilômetros da capital do Estado. A partir deste ano, a diretoria do clube começou a criar eventos para ocupar o espaço do seu estádio e tentar aumentar as receitas.

No último sábado, por exemplo, o Aflitos foi palco, pela primeira vez, uma partida de beisebol. E essa tendência, segundo a diretoria do clube, será seguida nos próximos meses. "O estádio é um grande equipamento. E ficou inutilizado por um tempo. Aproveitamos o bom espaço que temos aqui", disse Ubirajara Tavares, diretor de Esportes Olímpicos do clube.

Antes da partida de beisebol, o local, que também não recebe mais os treinos do time de futebol, já havia sido palco de partidas de futebol americano e rúgbi, modalidades incorporadas ao clube este ano. Em oito meses, o número de esportes no Náutico saltou de nove para 25. O de atletas, de 200 para 800. "A ideia é também formar atletas e atrair investidores para outros esportes", afirmou Tavares.

Somente no jogo do último sábado, 17 patrocinadores participaram do evento. Nas arquibancadas, 500 espectadores acompanharam a vitória do Náutico por 10 a 9 sobre o Natal Solaris-RN. O lucro, segundo Tavares, foi de R$ 2 mil. "É um valor pequeno, mas que passou a entrar com a utilização do Aflitos", frisou o diretor, afirmando que não houve contratação alguma de funcionários para que a partidas fosse realizada.

A ideia do Náutico é também criar escolinhas e formar novos atletas. Para isso, contará com o apoio da Major League Baseball (MLB). A entidade vai doar equipamentos de treinamento, como tacos, luvas, proteções e bolas. Além disso, irá fornecer suporte na construção de um campo de beisebol que deverá ocupar parte do Centro de Treinamento do clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.