Divulgação
Divulgação

De olho nos lucros, Náutico manda jogo de beisebol nos Aflitos

Diretoria do clube pernambucano começa a criar eventos para ocupar o espaço do seu estádio e tentar aumentar as receitas

Diego Salgado, O Estado de S. Paulo

23 Setembro 2014 | 07h00

O time profissional do Náutico pisou pela última vez no gramado do Estádio dos Aflitos há 15 meses, quando empatou com a Portuguesa por 2 a 2 pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Desde então, o clube de Recife manda seus jogos na Arena Pernambuco, localizada em São Lourenço da Mata, a 20 quilômetros da capital do Estado. A partir deste ano, a diretoria do clube começou a criar eventos para ocupar o espaço do seu estádio e tentar aumentar as receitas.

No último sábado, por exemplo, o Aflitos foi palco, pela primeira vez, uma partida de beisebol. E essa tendência, segundo a diretoria do clube, será seguida nos próximos meses. "O estádio é um grande equipamento. E ficou inutilizado por um tempo. Aproveitamos o bom espaço que temos aqui", disse Ubirajara Tavares, diretor de Esportes Olímpicos do clube.

Antes da partida de beisebol, o local, que também não recebe mais os treinos do time de futebol, já havia sido palco de partidas de futebol americano e rúgbi, modalidades incorporadas ao clube este ano. Em oito meses, o número de esportes no Náutico saltou de nove para 25. O de atletas, de 200 para 800. "A ideia é também formar atletas e atrair investidores para outros esportes", afirmou Tavares.


Somente no jogo do último sábado, 17 patrocinadores participaram do evento. Nas arquibancadas, 500 espectadores acompanharam a vitória do Náutico por 10 a 9 sobre o Natal Solaris-RN. O lucro, segundo Tavares, foi de R$ 2 mil. "É um valor pequeno, mas que passou a entrar com a utilização do Aflitos", frisou o diretor, afirmando que não houve contratação alguma de funcionários para que a partidas fosse realizada.

A ideia do Náutico é também criar escolinhas e formar novos atletas. Para isso, contará com o apoio da Major League Baseball (MLB). A entidade vai doar equipamentos de treinamento, como tacos, luvas, proteções e bolas. Além disso, irá fornecer suporte na construção de um campo de beisebol que deverá ocupar parte do Centro de Treinamento do clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.