De saída, Maikon Leite promete foco só no Santos

Negociado com o Palmeiras, o atacante Maikon Leite vive os seus últimos dias como jogador do Santos. Com o contrato marcado para acabar no próximo dia 22 de junho, o atleta voltou ao time nesta quarta-feira, contra o Cerro Porteño, no Pacaembu, onde atuou poucos minutos no final do jogo da Copa Libertadores que terminou 1 a 0 para a equipe brasileira. Relacionado para encarar o Botafogo neste sábado, no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro, ele prometeu se manter focado e comprometido em ajudar o clube nos seus confrontos derradeiros com a camisa santista.

AE, Agência Estado

27 de maio de 2011 | 16h27

"Sei que está acabando meu tempo no Santos. Mas, enquanto eu estiver aqui, não vou deixar de jogar. Se puder, quero estar em todos os jogos até o final do meu contrato. Desde quando o ano começou, todos sabiam que eu não ficaria até o final da temporada. Mas eu sempre falei que iria manter a cabeça no Santos e a cada jogo eu venho provando isso", afirmou Maikon Leite, que entrará jogando desde o início diante dos botafoguenses, pois o técnico Muricy Ramalho já anunciou que poupará quase todos os titulares, visando o duelo de volta contra o Cerro Porteño, pela semifinal da Libertadores.

Antes de voltar ao time do Santos contra o Cerro Porteño, Maikon Leite ficou quatro semanas afastado por causa de uma lesão muscular. E, agora figurando como opção mais provável para o ataque da equipe titular neste sábado, ele espera ter uma boa atuação para mostrar que pode ser decisivo também na Libertadores.

"Estamos na fase final da Libertadores e é impossível não pensar no jogo de quarta-feira. Mas, amanhã (sábado), quanto estivermos em campo, vamos pensar no Botafogo", prometeu o atleta, na entrevista coletiva que concedeu nesta sexta-feira.

SÓ PARÁ JOGA - Além da presença de Maikon Leite no ataque, o Santos terá o lateral-direito Pará como único titular em campo diante do Botafogo. E, apesar de ter atuado em 26 dos 35 partidas da equipe paulista no ano, o atleta se colocou à disposição para jogar neste sábado.

"Fico feliz em estar participando. O restante do pessoal irá descansar, mas eu estou preparado para tudo e não estou cansado. Prefiro estar jogando do que ficar treinando e, neste sábado, contra o Botafogo, quero dar o máximo para sair do Engenhão com uma vitória", enfatizou Pará, nesta sexta.

E o confronto deste sábado será o segundo seguido em que o Santos atuará com sua equipe reserva. Na estreia, diante do Internacional, no último sábado, na Vila Belmiro, Muricy também optou por poupar os titulares visando o primeiro jogo da semifinal da Libertadores.

"É difícil não estar pensando no jogo contra o Cerro porque se trata de uma semifinal de Libertadores e a gente pode marcar história no Santos. Mas amanhã (sábado) temos que focar no jogo contra o Botafogo porque na estreia nós empatamos com o Inter e isso faz nossa autoestima aumentar cada vez mais", reforçou Pará.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.