Guilhaume Horcajuelo/EFE
Guilhaume Horcajuelo/EFE

De surpresa, Bielsa pede demissão do Olympique após derrota

Técnico argentino deixa o clube após derrota na estreia do Francês

Estadão Conteúdo

08 de agosto de 2015 | 20h16

O técnico argentino Marcelo Bielsa aprontou mais uma das suas neste sábado. De personalidade forte, sem medo das consequências de seus atos, o treinador que já comandou o seu país na Copa do Mundo de 2002 surpreendeu a todos ao pedir demissão do cargo no Olympique de Marselha, neste sábado, logo após a derrota na estreia do Campeonato Francês, em casa, para o modesto Caen por 1 a 0.

Ao término do confronto - que teve o gol do atacante Andy Delort, aos 27 minutos do primeiro tempo -, em entrevista coletiva, Marcelo Bielsa anunciou a decisão de deixar o clube, garantindo que esta era uma resposta ao desejo da diretoria de contratar outro profissional para seu lugar.

"Acabo de renunciar à minha função no Olympique de Marselha. Não posso aceitar a situação de instabilidade. Através de duas pessoas, o clube me fez ficar sabendo que queriam mudar", disse o treinador, que dois dias atrás havia garantido que não sairia da equipe do sul da França, onde iniciava a segunda temporada no comando técnico, apesar das especulações de sua transferência para a seleção do México.

O goleiro Steve Mandanda, capitão do Olympique de Marselha, lamentou o anúncio do pedido de demissão de Marcelo Bielsa. "Foi uma surpresa enorme. Na quinta-feira tudo parecia correr bem e hoje (sábado) acontece este golpe. Ele é alguém muito importante para o clube e para o time", disse o atleta, em entrevista à emissora francesa Canal Plus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.