De uniforme novo, Flu sonha com Romário

Ainda sob o impacto da goleada de 4 a 1 sofrida para o Flamengo no domingo, o Fluminense fez festa nesta segunda-feira para apresentar o novo uniforme da equipe de futebol. A principal camisa Tricolor será listrada nas cores bordô, verde e branco, que terá tiras mais finas que as outras duas. Enquanto modelos desfilavam sob um toldo montado no Aterro do Flamengo, exibindo a coleção Adidas 2003, o presidente do Fluminense, David Fischel, admitiu a possibilidade de ter Romário de volta ao time a partir de meados de maio.O craque atuava no clube e rescindiu contrato para jogar por três meses no Catar. Sua volta ao Brasil está prevista para 17 de maio e o Fluminense já tem o aval da Unimed, uma das parceiras do clube, para viabilizar o retorno do craque. Em sua primeira e recente passagem pelo Tricolor, Romário recebia cerca de R$ 200 mil por mês, quantia paga quase que integralmente pela Unimed. "Claro que queremos o Romário novamente", disse Fischel. Ele descartou, no entanto, a hipótese de tentar antecipar a chegada do atacante.O dirigente ainda deixou claro que a situação do técnico Renato Gaúcho permanece estável no clube, apesar dos últimos resultados ruins e de o Fluminense ocupar a lanterna no Campeonato Brasileiro.A Adidas, outra patrocinadora do clube, com quem mantém contrato desde 1996, minimizou a má fase do time. A empresa está satisfeita com a força da camisa de treino do Fluminense, de cor laranja e não-oficial, que continua puxando a venda dos produtos com a marca do Tricolor. "Em 2001, ela representou 60% dos nossos negócios envolvendo o clube. Em 2002, o número também foi expressivo". disse o gerente da Adidas presente ao evento, Luciano Kleiman.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.