George Castellanos
George Castellanos

De virada, Chile goleia Venezuela fora de casa e se recupera

Depois de perder para a Argentina, Chile chega a dez pontos

Estadão Conteúdo

29 de março de 2016 | 23h05

Atual campeão da Copa América, o Chile se recuperou bem nesta terça-feira nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia. Depois da derrota em casa para a Argentina, os chilenos golearam de virada a Venezuela por 4 a 1, no estádio Agustín Tovar, na cidade venezuelana de Barinas, pela sexta rodada da competição qualificatória.

O resultado fez o Chile chegar a 10 pontos e subir na tabela de classificação, bem vivo na luta por uma vaga no próximo Mundial. Já a Venezuela mostra ser mesmo o saco de pancadas do torneio. Tem apenas um ponto após seis partidas e está na lanterna.

Mesmo com a volta de seu melhor jogador, o meia Arturo Vidal, o Chile foi surpreendido nos primeiros minutos. Em uma falta cobrada com perfeição e força pelo meia Otero da intermediária, a bola entrou como um foguete no gol de Johnny Herrera e a festa foi enorme em Barinas. Mas antes do intervalo o ímpeto dos venezuelanos foi diminuído com o empate chileno. Aos 32 minutos, após escanteio cobrado pelo lado esquerdo, o centroavante Pinilla cabeceou no canto direito dos mandantes.

No segundo tempo, o Chile foi o dono do jogo e conseguiu a virada logo aos seis minutos. Seijas tocou errado para Beausejour, que cruzou para Pinilla completar de primeira e virar para os visitantes. Aos 27, o balde de água fria nos venezuelanos com o gol de Vidal, que recebeu livre na área e só tocou na saída do goleiro.

Já nos acréscimos, aos 46 minutos, Alexis Sánchez fez boa jogada e tocou para Vidal marcar o seu segundo gols na partida e decretar a goleada chilena sobre a Venezuela.

Com a disputa da Copa América Centenário em junho, nos Estados Unidos, as Eliminatórias da Copa só voltarão a ser jogadas em setembro. Pela sétima rodada, no dia 2, o Chile jogará contra o Paraguai, em Assunção e a Venezuela terá pela frente a Colômbia, também fora de casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.