Jason Cairnduff/Reuters
Jason Cairnduff/Reuters

De virada, Chelsea bate Atlético de Madrid na Espanha e lidera grupo

Batshuayi fez o gol da vitória por 2 a 1 aos 49 minutos do segundo tempo

Estadão Conteúdo

27 de setembro de 2017 | 18h27

O torcedor do Atlético de Madrid que lotou o novo estádio do clube, o Wanda Metropolitano, em Madri, nesta quarta-feira, foi embora para casa incrédulo. O time jogou bem e criou chances, mas com um gol do belga Michy Batshuayi aos 49 minutos do segundo tempo, o Chelsea derrotou os espanhóis de virada por 2 a 1 e assumiu a liderança isolada do Grupo C da Liga dos Campeões da Europa.

+ Com gols de Neymar e Cavani, PSG arrasa o Bayern em seu primeiro grande teste

Com seis pontos em duas rodadas, o Chelsea tem agora dois a mais que a Roma, a vice-líder após derrotar mais cedo o Qarabag por 2 a 1, no Azerbaijão. O Atlético de Madrid, que na estreia havia empatado sem gols com os italianos fora de casa, estão na terceira colocação com um ponto, à frente apenas do Qarabag, ainda sem pontuar.

Na terceira rodada, marcada para o dia 18 de outubro, uma quarta-feira, líder e vice-líder se enfrentarão. No estádio Stamford Bridge, em Londres, o Chelsea receberá a Roma e tentará aumentar ainda mais a vantagem na primeira colocação. Na mesma data, o Atlético de Madrid buscará a reabilitação contra o Qarabag, na cidade de Baku, no Azerbaijão.

Em campo, a primeira derrota do Atlético de Madrid em seu novo estádio veio de uma forma totalmente inesperada. Apesar do Chelsea ter criado as melhores chances do primeiro tempo - incluindo uma bola na trave do meia belga Eden Hazard -, o time espanhol foi mais efetivo no ataque e conseguiu abrir o placar nos últimos minutos. Aos 40, o zagueiro brasileiro David Luiz puxou a camisa de Lucas dentro da área e o pênalti foi marcado. A cobrança foi bem executada pelo atacante francês Antoine Griezmann.

Na segunda etapa, o Chelsea mostrou mais força em seu ataque nos primeiros minutos e obteve o empate aos 14 com o centroavante espanhol Alvaro Morata, em uma cabeçada após cruzamento de Hazard. Foi o seu sétimo gol, além de duas assistências, nos últimos sete jogos pelo clube inglês.

Com a igualdade no placar, o Atlético de Madrid voltou a jogar mais no campo do Chelsea e tentou criar chances. Rondou o gol defendido pelo belga Courtois, mas nada que o assustasse. O que os espanhóis não esperavam era uma última e fatal investida dos ingleses. Aos 49 minutos, em cobrança de falta na qual todos esperavam levantamento na área, o meia brasileiro Willian saiu tocando até Marcos Alonso receber na área. Ele rolou para o meio e encontrou Batshuayi, que apenas mandou a bola para as redes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.