De virada, Fluminense derrota vice-líder Vitória

Dodô perdeu um pênalti, mas marcou o gol da vitória que tira o time tricolor da lanterna do Brasileirão

BRUNO LOUSADA, Agência Estado

12 de julho de 2008 | 20h37

Depois de obter o primeiro triunfo no Campeonato Brasileiro no meio de semana, contra o Atlético-PR, o Fluminense confirmou nesse sábado a sua reabilitação. Venceu de virada o Vitória, por 2 a 1, no Maracanã, e deixou novamente a lanterna da competição. Já a equipe baiana, apesar da derrota, permanece na segunda colocação, com 20 pontos, 11 a mais que o time carioca.Veja também: Classificação Calendário / ResultadosO Fluminense perdeu a final da Copa Libertadores na decisão por pênaltis - três jogadores desperdiçaram as cobranças. Tal fundamento parece ser uma pedra no sapato da equipe carioca. Nesse sábado, esse fantasma voltou a atormentar os tricolores. O atacante Dodô perdeu pênalti logo no início do jogo. Bateu para fora do gol.E não é a primeira vez que Dodô comete esse equívoco. Ele também errou o alvo na cobrança da penalidade contra o Sport, em Recife, no dia 25 de maio, pelo Brasileirão. Deve perder o posto de cobrador oficial do time. "Pênalti mal batido é o que não entra", declarou Dodô, usando um velho chavão para explicar sua má pontaria. Em resumo: o primeiro tempo foi muito equilibrado e até bem jogado. Só faltaram os gols. As duas equipes criaram boas chances, mas pecaram na finalização. Vale ressaltar também que o goleiro do Fluminense, Ricardo Berna, que substituiu Fernando Henrique, suspenso, fechou a baliza.Fez duas defesas difíceis e passou segurança ao time. Só não evitou o gol do atacante Marquinhos, após rápido contra-ataque, aos 12 minutos da etapa final. A partida seguia lá e cá, com muita emoção. E o Fluminense levou a melhor. Empatou com Rafael e virou com um belo gol de Dodô, que se redimiu do pênalti perdido.Ficha TécnicaFluminense 2 x 1 VitóriaFluminense - Ricardo Berna; Rafael, Thiago Silva, Luiz Alberto e Júnior César; Arouca, Fabinho (Tartá), Conca e Thiago Neves (Maurício); Dodô e Washington (Somália). Técnico: Renato Gaúcho.Vitória - Viáfara; Anderson, Marco Aurélio, Thiago Gomes e Marcelo Cordeiro; Vanderson, Renan, Ramon (Ricardinho) e Williams (Marco Antônio); Marquinhos e Dinei (Rodrigão). Técnico: Vágner Mancini. Gols - Marquinhos, aos 12, Rafael, aos 26, e Dodô, aos 36 minutos do segundo tempo.Cartão amarelo - Washington e Arouca (Fluminense); Marco Aurélio e Vanderson (Vitória). Árbitro - Leonardo Gaciba (Fifa-RS).Renda - Não divulgada.Público - 13.860 pagantes. Local - Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ). 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.