Sirli Freitas/Chapecoense
Sirli Freitas/Chapecoense

De virada, Guarani perde do Brasil-RS e está na zona de rebaixamento da Série B

Após expulsão de Arthur, time de Campinas acaba derrotado no Brinco de Ouro por 2 a 1

Redação, Estadão Conteúdo

29 de maio de 2019 | 00h15

Sob vaias e gritos de "vergonha", o Guarani perdeu para o Brasil de Pelotas, de virada, por 2 a 1, nesta terça-feira, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O time campineiro levou o segundo gol, minutos após ficar com um jogador a menos - Arthur foi expulso.

Com o resultado, o Guarani terminará a rodada na zona de rebaixamento. O time bugrino fechou a terça-feira na 18ª colocação, com apenas cinco pontos, sendo ultrapassado até mesmo pelo Brasil-RS, 12º, com seis.

O final da partida foi de muito protesto. A diretoria, encabeçada pelo presidente Palmeron Mendes Filho, foi o principal alvo das críticas, além do técnico Vinícius Eutrópio, que vê a pressão crescer com a sequência de maus resultados na Série B.

Guarani e Brasil fizeram um primeiro tempo aberto. Com os dois times cometendo falhas defensivas, saiu na frente quem foi mais eficaz no setor ofensivo: a equipe campineira, que abriu o placar aos 15 minutos. Ricardinho fez fila na defesa gaúcha e deu de bandeja para Felipe Amorim. Ele acertou um bonito chute da intermediária.

O goleiro Giovanni também teve atuação de destaque. Em um chute da entrada da área de Murilo Rangel, ele fez grande defesa. Voltou a brilhar também na tentativa de Marcinho. Apesar de algumas falhas, o Guarani foi mais seguro e impediu que o Brasil empatasse.

O time campineiro ainda criou outras boas oportunidades de gols. Carlos Eduardo fez pelo menos três defesas importantes, em uma delas em um chute cruzado do veterano Éder Luis, impedindo um placar mais elástico para o Guarani.

No segundo tempo, o time gaúcho voltou com outra postura. O Brasil foi para o abafa e achou o empate com uma falha de Giovanni. Sousa recebeu pelo lado esquerdo e cruzou, Marcinho cabeceou e contou com um escorregão do goleiro da equipe bugrina para deixar tudo igual.

O Guarani tentou responder de forma imediata. Aos 19 minutos, Ricardinho mandou para Éder Luis. O atacante cruzou para Diego Cardoso cabecear muito perto do travessão. Mas o time campineiro foi perdendo o gás com o tempo e sentindo as críticas vindas das arquibancadas.

A situação do time campineiro piorou ainda mais após Arthur fazer dura falta em Washington e ser expulso. Com um a menos, o Guarani teve que recuar e tentou se dedicar apenas em segurar o empate, que acabou escapando.

O Brasil foi com tudo para cima e viu Bruno Paulo jogar uma bola no travessão. Mas antes do apito final, a situação ficou ruim para o Guarani no Brinco de Ouro. Aos 44 minutos, após bate e rebate na área, Juba dividiu com Xandão e conseguiu mandar para o gol, definindo o triunfo do time gaúcho.

Na próxima rodada, o Guarani enfrentará o Atlético Goianiense em 6 de junho, às 19h15, no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia. No dia 8, às 16h30, o Brasil pegará o Operário-PR, no Bento Freitas, em Pelotas.

FICHA TÉCNICA

GUARANI 1 X 2 BRASIL-RS

GUARANI - Giovanni; Lenon, Ferreira, Xandão e Inácio; Deivid (Deivid Souza), Ricardinho e Arthur; Felipe Amorim, Diego Cardoso (Igor Henrique) e Éder Luis (Davó). Técnico: Vinícius Eutrópio.

BRASIL-RS - Carlos Eduardo; Ednei, Leandro Camilo, Bruno Aguiar e Sousa; Leandro Leite, Carlos Jatobá (Washington) (Juba) e Murilo Rangel (Diogo Oliveira); Marcinho, Bruno Paulo e Branquinho. Técnico: Rogério Zimmermann.

GOLS - Felipe Amorim, aos 15 minutos do primeiro tempo. Marcinho, aos 15, e Juba, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Adriano Milczvski (PR).

CARTÕES AMARELOS - Ferreira (Guarani); Bruno Paulo, Bruno Aguiar, Sousa, Carlos Jatobá e Murilo Rangel (Brasil-RS).

CARTÃO VERMELHO - Arthur (Guarani).

RENDA - R$25.125,00.

PÚBLICO - 2.171 pagantes.

LOCAL - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.