De virada, Palmeiras derrota Anapolina

O Palmeiras manteve a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, ao vencer o Anapolina, de virada, por 2 a 1, neste sábado à noite, em Anápolis. O time do Parque Antártica chegou aos 23 pontos em 12 partidas, um ponto atrás do líder Botafogo-RJ, que derrotou o Sport, no Recife, também de virada, por 2 a 1. Com o estádio Jonas Duarte lotado, o Palmeiras partiu determinado para o ataque e em cinco minutos criou duas boas oportunidades com Diego Souza. A forte marcação da equipe de Anápolis neutralizou totalmente o meio-de-campo do Palmeiras. Com isso, o Anapolina passou a ter as melhores chances de gol. E aos 19 minutos, Natan cruzou da esquerda, Leonardo Goiano, dentro da área, e sem marcação, tocou para Patrick, também livre, mandar um chute forte, que venceu o goleiro Marcos: 1 a 0. Apesar da boa movimentação das equipes, a rígida marcação foi a tônica do primeiro tempo. Mas numa falha da defesa goiana, Vágner teve a chance de empatar na entrada da área. Bateu por cima do gol. No finalzinho, Leonardo aproveitou de cabeça cobrança de escanteio, Magrão chegou tarde e Fernandez defendeu. No segundo tempo, o técnico Jair Picerni colocou Pedrinho e Correa em substituição, respectivamente a Diego Souza e Alessandro. O time ganhou velocidade e logo aos 6 minutos chegou ao empate, Magrão fez boa jogada pela esquerda, cruzou para Pedrinho bater de fora da área. Vágner apenas tocou para as redes. A entrada de Pedrinho deu mais criatividade à equipe palmeirense, que chegou ao segundo gol aos 28 minutos. Thiago Gentil fez bela jogada pelo meio e tocou para Vagner na entrada área. O atacante se livrou da marcação e bateu forte, a bola parou em um zagueiro e sobrou livre para Pedrinho marcar: 2 a 1. O Palmeiras continuou dominando as ações, mas acabou permitindo dois contra-ataques do time de Anápolis, que perdeu dois gols, um com Cacá e outro com Leonardo Goiano. Aos 41 minutos, Marcos salvou a vitória, ao defender com os pés chute de Leonardo Goiano. Em São Paulo, o atacante Muñoz deixou neste sábado o Hospital Santa Catarina, onde estava internado por causa de uma gastroenterite. Ele deve ficar mais uma semana em recuperação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.