Heino Kalis/Reuters
Heino Kalis/Reuters

De virada, Real Madrid supera o Villarreal e mantém liderança do Espanhol

Merengues conseguem grande vitória, após assistirem rival abrir 2 a 0 no placar

Estadão Conteúdo

26 Fevereiro 2017 | 18h54

De virada, o Real Madrid venceu o Villarreal por 3 a 2, neste domingo, no Estádio De La Cerámica, em partida válida pela 24.ª rodada do Campeonato Espanhol, e manteve a liderança isolada do torneio. O triunfo aconteceu horas depois do Barcelona superar o Atlético de Madrid, tirar o rival da briga pelo título, e assumir a ponta maneira temporária.

Com um jogo a menos em relação aos rivais, o Real Madrid retomou o primeiro lugar com 55 pontos, enquanto o Barcelona aparece com 54 na tabela. Já o Villarreal, que saiu na frente no placar e não suportou a pressão merengue, estacionou nos 39 pontos, em sexto lugar, que vale uma vaga na fase qualificatória para a Liga Europa.

A partida começou com as duas equipes se estudando bastante. A primeira chance de gol aconteceu aos dez minutos e foi do Villarreal, quando Trigueiros chutou e Keylor Navas fez a defesa. Os donos da casa voltaram a levar perigo aos 21, com Adrian, mas Sergio Ramos apareceu para desviar o chute a escanteio.

O Real Madrid criou a primeira oportunidade aos 23. O lateral-esquerdo Marcelo avançou à linha de fundo e cruzou na cabeça de Benzema, mas o goleiro Asenjo caiu bem para evitar o gol.

Melhor em campo, o Villarreal seguiu pressionando o Real Madrid no primeiro tempo. Aos 28, Dos Santos tentou chute de fora da área e mandou para fora. Dois minutos mais tarde, Bakambu obrigou Navas a fazer mais uma boa defesa antes do intervalo.

Na volta para a segunda etapa, o Real Madrid assustou com uma finalização de Benzema que parou nas mãos do goleiro Fernandes, que entrou no lugar de Asenjo nos minutos finais do primeiro tempo.

No entanto, foi o Villarreal que abriu o placar, aos quatro minutos. Adrian levantou para a área, Castillejo ajeitou para trás e Trigueros mandou uma chute forte direto para as redes do Real Madrid.

Em pouco tempo, o time amarelo conseguiu ampliar. Aos dez minutos, Bruno deu belo lançamento pelo meio para Bakambu. O atacante ganhou de Sergio Ramos na corrida e bateu de pé esquerdo na saída de Navas para fazer 2 a 0.

Precisando tirar a desvantagem logo após levar o segundo gol, o técnico Zinedine Zidane sacou o volante Casemiro para a entrada de Isco. A mudança deixou o time merengue mais ofensivo e, aos 15, Cristiano Ronaldo pegou chute de primeira e acertou a trave.

Aos 18 minutos, Gareth Bale descontou para o Real Madrid e colocou fogo no jogo. Carvajal avançou pela direita, fez o cruzamento e o meia-atacante galês escorou de cabeça para o fundo do gol.

Menos de dez minutos depois, aos 25, a arbitragem viu pênalti do Villarreal em lance duvidoso. Kroos chutou da entrada da área, a bola rebateu na zaga e acertou o peito de Bruno, que estava com o braço levantado. Além de marcar o pênalti, o juiz ainda expulsou o técnico Fran Escriba por reclamação. Na cobrança, Cristiano Ronaldo bateu forte no canto direito e empatou a partida.

Assim que o Real Madrid igualou o marcador, Zidane tirou Karim Benzema para a entrada de Álvaro Morata. A mudança mostrou que o treinador tem estrela, pois o reserva marcou o gol da virada do time merengue. Marcelo avançou pela ponta esquerda e cruzou com perfeição para o atacante testar e sair para o abraço.

Na sequência do Campeonato Espanhol, o Real Madrid recebe o Las Palmas no Santiago Bernabéu, na próxima quarta-feira. No mesmo dia, o Villarreal encara o Osasuna fora de casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.