De virada, Vitória derrota Figueirense

Num jogo em que atuou com a equipe completamente alterada, por lesões e suspensões da maioria dos titulares, oVitória venceu o Figueirense de virada, na casa do adversário, por 2 a 1. Foi a estréia do técnico Lori Sandri, que teve participação importante, conseguindo mudar seu time a partir da etapa final. O Figueirense sofreu a segunda derrota consecutiva diante de sua torcida e saiu de campo vaiado. O time catarinense teve maior posse de bola no primeiro tempo, mas dificuldades para construir as jogadas de ataque. Saiu na frente com um gol de pênalti, assinalado aos 13 minutos, quando Alex Silva empurrou Willian na entrada da área. Luiz Fernando cobrou a meia altura no canto direito e o goleiro Juninho conseguiu a defesa parcial, mas o auxiliar José Ricardo Linhares avisou que ele se adiantara na cobrança. Na repetição, já aos 15, Luiz Fernando bateu no canto esquerdo e o goleiro foi no lado oposto. Na etapa final, o Vitória cresceu com substituições no meio-de-campo e ataque e passou a pressionar o adversário. O empate aconteceu aos 31, quando após um cruzamento em que Sandro Gaúcho tentou interceptar e a bola bateu no travessão. Nenê marcou aproveitando a sobra. Aos 44, a virada veio num cruzamento da direita. Alex Santos levantou a bola e Arivelton cabeceou livre, decidindo o jogo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.