Al-Ittihad/Divulgação
Al-Ittihad/Divulgação

De volta à Arábia Saudita, Fabio Carille agradece novo desafio na carreira

Demitido do Corinthians no início de novembro do ano passado, treinador estreia sábado pelo Al-Ittihad

Redação, Estadão Conteúdo

18 de fevereiro de 2020 | 09h46

Anunciado na segunda-feira como novo técnico do Al-Ittihad, o técnico Fabio Carille agradeceu aos dirigentes do clube a oportunidade de voltar à Arábia Saudita. Demitido do Corinthians no início de novembro do ano passado, sua estreia pelo novo time será já neste sábado contra o Al-Hilal, fora de casa, pelo Campeonato Saudita.

"Hoje dou inicio a um novo desafio em minha vida. Obrigado, Al-Ittihad, pela confiança em nosso trabalho, e ao meu staff por tornar isso possível. Vamos ao trabalho!", disse Carille, um post no seu Instagram, onde aparece segurando uma camisa do clube ao lado de dois dirigentes. Antes de sua volta ao Corinthians em janeiro de 2019, o treinador trabalhou na Arábia Saudita por cerca de sete meses no Al-Wehda.

Carille comentou sobre a felicidade com o acerto e já traçou os primeiros objetivos à frente do clube, que está classificado para a semifinal da Copa Árabe e figura no 13.º lugar do Campeonato Saudita.

"Estou muito feliz com esse novo projeto em minha vida. O Al-Ittihad é um clube grande, de uma torcida enorme e muito apaixonada, conhecida pelo mundo todo. Agradeço o trabalho dos meus empresários, da Talents Sports e Energy Sports. Quando eles me trouxeram o convite, não pensei duas vezes e aceitei", disse o técnico, que completou:

"Eu já tinha sido muito feliz na passagem que tive pelo Al-Wehda, gostei bastante do futebol saudita, e agora veio essa oportunidade de tocar um projeto com o Ittihad, que, como falei, tem uma torcida enorme e que apoia e cobra muito. Objetivo aqui é melhorar na classificação no nacional e buscar, quem sabe, o título da Copa Árabe, que já estamos na semifinal".

No Al-Ittihad, Carille irá reencontrar o atacante Romarinho, que teve passagem marcante pelo Corinthians nos anos em que o treinador era auxiliar-técnico da equipe. O comandante comemorou o encontro com o atleta e outros brasileiros do elenco saudita.

"Vou ter a oportunidade de reencontrar o Romarinho, que trabalhou comigo no Corinthians quando eu era auxiliar. Um jogador muito decisivo, além de outros brasileiros que aqui estão, como o Bruno Uvini, Jonas e o Marcelo Grohe. Mas o elenco todo é muito qualificado e tenho certeza de que podemos fazer um trabalho digno da grandeza do clube", ressaltou.

Tudo o que sabemos sobre:
Arábia Saudita [Ásia]Fábio Carille

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.