De volta à Ponte, Emerson Sheik promete empenho contra o Flamengo

De volta à Ponte, Emerson Sheik promete empenho contra o Flamengo

Atacante retorna diante do Flamengo, seu ex-time, em jogo marcado para segunda-feira à noite, no estádio Moisés Lucarelli

Estadao Conteúdo

29 de setembro de 2017 | 20h08

A volta do experiente atacante Emerson Sheik é um dos trunfos da Ponte Preta para se recuperar no Campeonato Brasileiro. Por coincidência ele retorna diante do Flamengo, seu ex-time, em jogo marcado para segunda-feira à noite, no estádio Moisés Lucarelli, fechando a 26ª rodada. Mesmo sendo escolhido para a coletiva do dia, ele foi enfático: "Não gosto de falar, mas de mostrar dentro de campo".

+ Carille exibe confiança e alivia pressão sobre Kazim no Corinthians

+ Levir não vê clássico com Palmeiras decisivo em objetivo do Santos no Brasileirão

+ Perto de 150 jogos pelo Palmeiras, Dudu confia em retrospecto no clássico

Sheik não esteve presente nas manifestações de um grupo de torcedores na segunda-feira à tarde, na volta da delegação de Chapecó (SC). Mas acredita que o elenco está unido e disposto e buscar os pontos necessários para tirar o time da zona de rebaixamento. Pela primeira vez na degola, o time campineiro soma 28 pontos, em 18º lugar.

"Este é o tipo do jogo que todo atleta gosta de participar. Contra um time grande, tradicional e que acaba de vir de uma decisão de título da Copa do Brasil. O que posso garantir é que será um jogão", disse Sheik, prometendo manter seu estilo de se entregar o máximo dentro de campo, mesmo aos 39 anos.

O Flamengo foi o último clube de Sheik, ano passado, antes dele vir para a Ponte. Lá conquistou vários títulos. "Mas agora respondo para a Ponte Preta, clube que me paga salários e me dá todas as condições de trabalho."

O técnico Eduardo Baptista já avisou que não vai revelar a escalação do time, mas adiantou que vai adotar um esquema 4-2-4-1 variando para o 4-4-2. O meia Renato Cajá continua de fora e, desta vez, o lateral-esquerdo Danilo Barcelos vai ser improvisado no meio-campo com Jeferson entrando na lateral.

A surpresa pode ser o retorno do goleiro Aranha, que voltou a treinar nesta manhã. Ele ficou dois jogos fora por sentir dores no ombro e na coxa direita. Foi substituído por João Carlos.

O time já treinou quatro vezes nesta semana desta forma e vai ter mais dois treinos, no sábado e no domingo cedo para lapidar esta nova formação. Houve, portanto, uma semana produtiva de trabalho. Ironicamente depois do time perder para a Chapecoense, por 1 a 0, no domingo, de brigar com a torcida na segunda-feira e de ter que escapar da zona de rebaixamento.

Na ânsia de chamar a presença de seu torcedor, a diretoria colocou os ingressos a preços simbólicos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Mas o que se viu na venda iniciada nesta sexta-feira foi uma procura muito grande dos flamenguistas, também beneficiados com o baixo preço dos bilhetes. São três mil ingressos destinados para os visitantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.