EFE/ Friso Gentsch
EFE/ Friso Gentsch

De volta à seleção, Marcelo afirma que aceita ser reserva

Convocado por Dunga, lateral-esquerdo vai enfrentar França e Chile

O ESTADO DE S. PAULO

23 Março 2015 | 16h08

Titular da seleção brasileira na última Copa do Mundo, o lateral-esquerdo Marcelo perdeu espaço na equipe após o retorno de Dunga. Lembrado pelo treinador para os amistosos com França e Chile, que serão disputados na próxima quinta-feira e no domingo, respectivamente, ele se apresentou nesta segunda-feira em Paris e declarou que o sentimento de voltar à equipe é especial.

"Estou feliz demais em estar aqui. Essa convocação é como se fosse a primeira da minha carreira", disse. "Seleção brasileira será sempre especial na carreira de todo jogador. Só quem passa por aqui pode imaginar o que se sente ao ver o nome na lista de convocados", completou, ao site oficial da CBF.

Neste início de trabalho de Dunga, Filipe Luís despontou como titular absoluto da seleção. Marcelo garante que não vai se incomodar se for reserva nos amistosos desta semana. "Só quero treinar muito para ficar no grupo. O importante é estar aqui. Ser titular ou não é uma consequência", disse.

Assim, Marcelo espera aproveitar essa convocação para conquistar seu espaço no grupo da seleção. "A seleção brasileira é formada por grandes jogadores, que são também amigos. Aqui o ambiente é de muito profissionalismo, em que todos têm condições de ser titular e batalham pela vaga com respeito, mas também com prazer por fazer parte do grupo", comentou.

Mais conteúdo sobre:
futebol seleção brasileira Marcelo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.