Divulgação/São Paulo FC
Divulgação/São Paulo FC

De volta ao Brasil, Cristiane joga seu último Mundial: 'Ano importante para mim'

Aos 33 anos, a atleta foi anunciada pelo São Paulo no início desta semana

Redação, Estadão Conteúdo

17 Janeiro 2019 | 13h33

A atacante Cristiane, ao lado de Marta uma das jogadoras mais importantes do Brasil nos últimos anos, está começando uma temporada muito importante na sua carreira. Aos 33 anos, a atleta está de volta ao futebol nacional - foi anunciada pelo São Paulo no início desta semana - e se prepara para o Mundial de Futebol Feminino, que será em junho na França, o seu último depois de 19 anos com a camisa da seleção brasileira.

"Este é mais um ano importante para mim, para o grupo... E será a última Copa, está como certo na minha carreira, então a gente fica na expectativa de se preparar da melhor maneira possível. Procuro sempre trabalhar bastante, se dedicar muito, a comissão corrige o que é necessário e é sempre bom reencontrar as meninas e passar a conhecer umas carinhas novas porque são a nossa próxima geração. Eu brinco com todo mundo, tento entrosar com todas as meninas, bater papo, trocar um pouquinho de experiência", destacou Cristiane, em declarações publicadas no site oficial da CBF.

Maior artilheira da histórias dos Jogos Olímpicos, seja no masculino ou no feminino, Cristiane está concentrada com o grupo da seleção na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), em um período de preparação para o Mundial. A convocação não é garantida, mas a atacante não esconde a alegria por estar fazendo parte destes treinamentos com o técnico Osvaldo Alvarez, o Vadão.

Cristiane tem marcas importantes e conquistas pela seleção brasileira. A atacante, no entanto, não esconde a busca por um grande objetivo e brinca com a longa história que tem no time nacional ao falar sobre a idade. "Quero ser campeã do mundo! Tem um tempinho já. Ser campeã do mundo, campeã olímpica, tenho estes dois focos na minha carreira. E a seleção também, é o que falta para todas nós. E o meu maior objetivo agora é esse. Como eu estou na seleção desde os 15, tem aí 19 anos, todo mundo acha que eu já estou com 100 anos de seleção. Mas não! Dá para correr atrás de muita coisa desde que você se dedique, se cuide bastante, e eu acho que estou conseguindo ajudar a seleção, que é o mais importante", acrescentou.

De volta ao Brasil após alguns anos no futebol do exterior, Cristiane vai defender o São Paulo na temporada de 2019. A atacante revela as expectativas e fala sobre o retorno ao Estado onde nasceu. "Estou muito feliz. Muito! De verdade. Minha família está numa alegria que só. Houve um momento um pouco delicado, minha mãe não anda bem de saúde, então foi o ponto principal para que eu permanecesse no Brasil. Recusei propostas de clubes que se falar é loucura, mas para mim não. O principal para mim é estar perto da minha família. Isso é sempre o primeiro lugar para mim. E o São Paulo veio como uma estrutura, com um planejamento muito bom, e mostrou que me queria no clube", revelou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.