Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

De volta ao Cruzeiro, Arrascaeta treina e tem a companhia de Raniel

Uruguaio se reapresentou ao clube depois de defendeu o seu país na Copa do Mundo da Rússia

Estadão Conteúdo

12 Julho 2018 | 19h14

O treino do Cruzeiro contou com novidades nesta quinta-feira. O meia Arrascaeta se reapresentou após defender a seleção uruguaia na Copa do Mundo e treinou com o grupo, na companhia do atacante Raniel, recuperado de uma edema na coxa esquerda. A dupla deve ser titular contra o Atlético-PR, na segunda-feira, pelo jogo da volta das oitavas de final da Copa do Brasil - os mineiros venceram por 2 a 1 na partida de ida.

+ Mano Menezes elogia produção ofensiva do Cruzeiro contra o Corinthians

+ Preocupado com ataque, Cruzeiro confirma contratação de Barcos

Arrascaeta treinou com bola normalmente no gramado, assim como Raniel. O uruguaio não entra em campo pelo Cruzeiro desde a partida contra o Racing, pela Copa Libertadores, no dia 22 de maio. Depois disso, se juntou à delegação uruguaia para a disputa da Copa do Mundo. Na Rússia, disputou duas das cinco partidas da sua seleção, eliminada nas quartas de final.

Raniel, por sua vez, defendeu o time mineiro pela última vez na 12ª rodada do Brasileirão, a última antes da paralisação do campeonato, em razão da Copa. Em boas condições físicas, ele acabou se machucando depois, sendo detectado um edema muscular na coxa esquerda. Ele se recuperou nos últimos dias e deve ser titular na segunda.

"É uma partida muito importante para nós, o jogo vai nos dar confiança. Passar de fase numa competição muito importante. Treino normalmente hoje para ficar à disposição na segunda-feira", projetou Arrascaeta, nesta quinta.

De volta ao grupo, o meio-campista se disse mais experiente após a disputa da Copa. "Creio que ganhei muita experiência lá na Copa do Mundo. A expectativa realmente era muito grande, sabíamos que jogaríamos contra os melhores do mundo. Infelizmente, não deu como esperávamos", declarou o uruguaio. "Tudo é um aprendizado novo. Vamos seguir treinando e melhorando o que precisa melhorar."

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.