Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

De volta ao Flamengo, Jonas garante: 'Não sou mais violento'

Volante esteve emprestado ao Coritiba em 2017 e afirma estar mais maduro

Estadão Conteúdo

18 Janeiro 2018 | 20h18

De volta ao Flamengo após empréstimo ao Coritiba em 2017, Jonas foi o "veterano" em campo na vitória por 2 a 0 sobre o Volta Redonda, quarta-feira, pela estreia no Campeonato Carioca. Aos 26 anos, ele comandou os garotos do time rubro-negro e não escondeu a felicidade por voltar a vestir as cores do clube, mas descartou ter sentido um peso maior do que o de seus companheiros.

+ Mesmo com garotos, Flamengo vence o Volta Redonda

"Não tive responsabilidade maior que a deles. Só por vestirem essa camisa, os garotos sabem que têm responsabilidade grande. Foi tranquilo. Eles aprendem com os atletas mais velhos, mas a gente também aprende muito com eles", declarou.

O Flamengo levou a campo uma equipe de garotos, já que o elenco principal voltou mais tarde das férias. Jonas, de volta do empréstimo, aproveitou para mostrar serviço. E após a boa atuação, o jogador garantiu que evoluiu neste ano pelo Coritiba.

"Aprendi com meus erros e evolui muito. Não sou mais aquele jogador violento. Agora, quero crescer com o Flamengo, esquecer o que passou e ajudar o Flamengo a conquistar títulos. Volto mais maduro. Vou trabalhar cada dia com tranquilidade e personalidade para buscar meu espaço para corresponder a altura o que o professor pedir", afirmou.

Outro que voltou de empréstimo e teve nova chance com a camisa rubro-negra foi Ronaldo. Formado nas categorias de base do clube, o volante atuou pelo Atlético-GO no Brasileirão e também se considerou mais maduro para brigar por um espaço no elenco do Flamengo.

"Volto mais maduro. Ganhei experiência no Atlético-GO. Vi de fora a grandeza que tem o Flamengo e sei do peso que é vestir essa camisa. Tenho minha responsabilidade e vou trabalhar duro para conquistar nossos objetivos", garantiu. "A briga será difícil. Todos aqui têm muita qualidade. Mas isso é algo bom para o Flamengo. Será uma disputa sadia, na qual buscarei meu espaço."

Mais conteúdo sobre:
Flamengo Jonas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.