Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

De volta ao meio-campo, Michel vê Grêmio com 'ânimo renovado' contra o Juventude

Equipes se enfrentam nesta quarta-feira, em Porto Alegre, pela Copa do Brasil

Redação, Estadão Conteúdo

28 de maio de 2019 | 23h31

De volta à posição de volante após ser improvisado por Renato Gaúcho na zaga, Michel acredita que o Grêmio ganhou novo ânimo e deixou para trás a má fase depois de derrotar o Atlético-MG por 1 a 0 no último sábado, pelo Campeonato Brasileiro.

O volante entende que a equipe entrará renovada para decidir a vaga às quartas de finais da Copa do Brasil diante do Juventude. No duelo, marcado para esta quarta-feira, às 21h30, na sua arena, o Grêmio precisa de uma vitória simples para avançar, já que o primeiro jogo terminou sem gols no Alfredo Jaconi.

"Vamos com o ânimo renovado para o mata-mata. Vamos focar e estar atentos a cada detalhe do jogo", disse Michel, que fará parceria com Maicon no meio de campo. Ele substituiu o jovem Matheus Henrique, convocado pela seleção brasileira olímpica para a disputa do Torneio Maurice Rivello, na França.

Na frente, quem deve atuar é Felipe Vizeu. O centroavante foi responsável por marcar o gol da vitória sobre o Atlético-MG após sair do banco e substituir André, este muito criticado pela torcida. Com o gol e a boa atuação, é muito improvável que Vizeu fique entre os suplentes.

"Sempre nos colocamos à disposição independente de tudo. Sabemos que temos uma grande equipe. Temos que sempre pensar no coletivo porque sabemos da grande equipe que nós temos. Agora tenho que ter paciência independente do jogo. Preciso ter tranquilidade para que possa desenvolver um bom futebol", comentou Vizeu.

Com dores no tornozelo, Alisson não participou do último treinamento nesta terça-feira, no CT Luiz Carvalho, e dificilmente terá condições de atuar. Pepê, Thaciano, Montoya e Diego Tardelli são as opções de Renato Gaúcho para substituir o atacante.

Tudo o que sabemos sobre:
Grêmiofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.