Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

De volta ao Palmeiras, Victor Luís comemora nova chance no time de infância

Lateral retorna depois de dois anos de empréstimo ao Botafogo e terá como concorrente na posição Diogo Barbosa

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

11 Janeiro 2018 | 16h22

O lateral-esquerdo Victor Luís se reapresentou ao Palmeiras na última semana bastante animado. Afinal, depois de duas temporadas emprestado ao Botafogo o jogador retornou à equipe onde foi revelado com motivação extra. Nesta quinta-feira ele disse em entrevista coletiva estar feliz com a nova oportunidade na equipe para desta vez atuar em um momento mais favorável do clube.

+ Instruções na louca marcam início do trabalho de Roger

+ Mina é anunciado no Barcelona com multa de R$ 385 milhões

O jogador teve chances seguidas como titular em 2014, temporada em que o Palmeiras tentava lutar contra a queda em pleno ano do centenário. O momento turbulento e a juventude de quem tinha só 21 anos pesaram e Victor Luís espera agora poder ter as mesmas oportunidades, só que em uma época mais tranquila. "Eu era um jogador recém-subido da base. Não queria escolher momento para atuar. Tive oportunidade de jogar, mas era jogador ainda um pouco verde, um pouco cru", comentou.

Victor Luís agora vai completar 25 anos e disse ter amadurecido bastante nas duas temporadas no Botafogo. "Sempre torci pelo Palmeiras. Ia a estádios quando criança. Mas sou profissional e precisava fazer o meu trabalho. Fiz dois excelentes anos no Botafogo, amadureci muito. Estou feliz e realizado por voltar ao clube que é a minha casa", afirmou. O jogador foi titular nos dois últimos anos e teve a oportunidade de disputar a Copa Libertadores pelo clube carioca.

O lateral foi um dos jogadores que voltaram de empréstimo ao Palmeiras e serão reaproveitados pelo técnico Roger Machado. Curiosamente, o principal concorrente de Victor Luís na disputa por vaga de titular é Diogo Barbosa, ex-Cruzeiro, com quem construiu uma amizade em 2016, quando atuaram juntos pelo Botafogo. A dupla tinha o hábito de sair para jantar e manteve o contato mesmo depois de não serem mais colegas.

"Ele é um irmão que tenho no futebol. Atuamos juntos no Botafogo. A disputa por posição é natural, não tem que falar. Somos bem amigos fora de campo", afirmou. Victor Luís foi um dos primeiros a lgiar para Diogo quando soube do acerto dele com o Palmeiras, ainda no fim do ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.