Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Kannemann destaca importância de vaga direta na Libertadores em 2020

Zagueiro voltou ao clube após atuar pela seleção da Argentina em amistosos

Redação, Estadão Conteúdo

21 de novembro de 2019 | 19h28

O zagueiro Walter Kannemann passou os últimos dias longe do Grêmio, servindo a seleção da Argentina nos amistosos contra Brasil (vitória por 1 a 0) e Uruguai (empate por 2 a 2), no Oriente Médio. Nesse período, desfalcou o time na derrota para o Flamengo no último domingo e agora, neste final de semana, disse nesta quinta-feira querer muito ajudar na busca do triunfo sobre o Palmeiras, em São Paulo, pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro, para ficar perto da vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores de 2020.

"É muito importante, na Libertadores jogam os melhores, temos disputado esse campeonato faz três anos seguidos e queremos disputar de novo. É uma competição muito bonita. Vamos fazer de tudo para tentar a vaga direta e não ter que jogar uma possível pré-Libertadores", destacou o zagueiro em entrevista coletiva no CT Luiz Carvalho, em Porto Alegre.

Desde que foi contratado pelo Grêmio, em julho de 2016, Kannemann sempre disputou a competição continental com o Grêmio. Foi campeão em 2017 e chegou a duas semifinais seguidas.

"Chegamos na semi em Copa do Brasil e Libertadores, estamos brigando pelo G-4, dentro das possibilidades e da carteira do Grêmio, não é fácil fazer isso. Temos que ser objetivos, saber que fazemos muitas coisas boas, outras nem tanto, e melhorar. Precisamos focar agora para conseguir a vaga. Não para apagar ou equilibrar o ano, sinceramente não vejo assim, queremos a vaga porque queremos jogar no ano que vem, por isso", completou o argentino.

O Grêmio atualmente é o quarto colocado do Brasileirão com 56 pontos, três acima do quinto, o Athletico-PR, que já tem vaga direta garantida na Libertadores pelo título da Copa do Brasil, e do sexto, o São Paulo, que está na disputa junto com Internacional e Corinthians, ambos com 50.

Nesta quinta-feira, o técnico Renato Gaúcho contou com quase todos os jogadores que tem à disposição. Além de Kannemann, o volante Matheus Henrique se reapresentou depois de defender a sua seleção nacional, mas o meia Jean Pyerre, que se recuoera de lesão muscular, não esteve com o grupo. Já treinou com bola, em uma atividade sob supervisão do departamento de fisioterapia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.