Rudy Trindade/ Framephoto
Rudy Trindade/ Framephoto

Debate: Se for comprovada interferência externa, o Fla-Flu deve ser anulado?

Confira o que pensam quem é a favor e quem é contrário a anulação do jogo

O Estado de S.Paulo

19 Outubro 2016 | 08h00

SIM, o jogo deve ser anulado

Por Paulo Sérgio Feuz* 

Antes de mais nada, é preciso analisar as provas. Foi uma decisão do árbitro. Foi conversado com seus assistentes, ele deliberou, voltou e tem autoridade para isso. Ao mesmo tempo, o presidente do STJD agiu corretamente, dentro do devido processo legal. É um direito do clube questionar, e nada mais justo e transparente que o caso seja apreciado pelo tribunal. Pelo que está sendo mostrado, o árbitro agiu sozinho. Agora, se for comprovado que houve interferência, aí é preciso ver o nível dela, como ela foi feita. Se foi interferência de um superior hierárquico, que influenciaria no resultado da partida, uma manipulação, que a autoridade do árbitro fosse influenciada por alguém fora da linha de campo, aí sim teria que anular.

*Advogado e professor, foi auditor do STJD

NÃO, o jogo não deve ser anulado

Por Pedro Alfonsin*

O resultado do clássico entre Flamengo e Fluminense não tem de ser anulado. Na minha concepção, a anulação de uma partida só deve acontecer em casos muito extremos. Isso atrapalha um campeonato, e pode haver consequências futuras seriíssimas. Se começarem a anular jogos por decisões tomadas pelo árbitro dentro de campo, começam a pipocar várias ações semelhantes. Acho que não será anulado, porque isso é muito ruim para o campeonato e para o negócio futebol. O futebol brasileiro é visto em todo o mundo e, se o tribunal começar a decidir, vair virar um torneio de várzea. Aliás, na várzea isso não acontece. Tem de respeitar a decisão do árbitro, não importa se houve influência externa ou não. Que se puna o árbitro, que se processe ele até mesmo na esfera cível, mas não se altere a decisão de dentro do campo.

*Advogado, mestre pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e especialista em direito desportivo

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.