Reuters
Reuters

Após denúncia de rival, Olympiacos disputará Liga dos Campeões

Panathinaikos levou denúncia de manipulação de resultados à Corte Arbitral do Esporte, mas ação foi rejeitada

Estadão Conteúdo

24 de agosto de 2015 | 14h52

A Uefa declarou nesta segunda-feira que o Olympiacos vai participar do sorteio de grupos da Liga dos Campeões da Europa, agendado para a próxima quinta-feira, apesar das denúncias de manipulação de resultados. A Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) rejeitou a ação movida pelo Panathinaikos, que acusa o rival grego de irregularidades. De acordo com a Uefa, a "admissão provisória" do Olympiacos, o atual campeão grego, foi confirmada nesta segunda-feira pela CAS.

O Panathinaikos, vice-campeão nacional na temporada passada, desafiou uma decisão anterior da Uefa, que permite a participação na Liga dos Campeões do Olympiacos, cujo presidente Vangelis Marinakis estaria envolvido em uma suposta conspiração criminosa para manipular partidas no futebol da Grécia.

As regras da Uefa proíbem a participação de clubes envolvidos em manipulação nos seus torneios. Assim, embora o Olympiacos esteja garantido na Liga dos Campeões, o clube poderá ser excluído se qualquer uma das acusações de manipulação, que vêm desde 2007, for confirmada.

Porém, a Uefa destaca que nem a federação de futebol da Grécia "nem os tribunais criminais de Atenas tomaram qualquer decisão final contra o senhor Marinakis ou o clube".

O Panathinaikos foi eliminado ainda nas fases preliminares da Liga dos Campeões, deixando o Olympiacos como único representante da Grécia nos grupos do torneio continental.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Raí valoriza montagem do elenco do São Paulo para o Brasileirão
  • Em crise, Figueirense se movimenta para evitar novo W.O.
  • Corinthians, Palmeiras e São Paulo tem as melhores defesas do Campeonato Brasileiro
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil
  • Bruno Henrique vibra com gols no Maracanã: 'Semana mais feliz da minha vida'

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.