Decisão de Aílton desagrada seu clube

O atacante brasileiro Aílton viajará segunda-feira para o Catar, a fim de assinar os papéis necessários para o processo de naturalização ? defenderá o país nas Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo. A viagem foi autorizada pelo Werder Bremen, clube que defenderá até o fim desta temporada, mas desagradou aos dirigentes do Schalke 04, onde jogará a partir de julho.?Aílton não nos falou nada sobre o assunto até agora. Creio que é um erro não falar com seu futuro empregador?, disse o diretor-geral do Schalke 04, Rudi Assauer.O Schalke não gostou da decisão de Aílton de aceitar a proposta para jogar pelo Catar. Quando fechou negócio para contratá-lo, essa possibilidade não existia. Agora, terá de liberá-lo sempre que ele for convocado para jogar por seu ?novo? país.Além de Aílton, outros dois brasileiros que atuam na Alemanha têm proposta para defender a seleção do Catar: os irmãos Dedé e Leandro, do Borussia Dortmund. ?Essa situação nos preocupa, mas não há leis que proíbam o Catar de fazer o que está fazendo?, disse Andreas Herren, porta-voz da Fifa.

Agencia Estado,

04 de março de 2004 | 19h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.