TV Estadão | 13.08.2015
TV Estadão | 13.08.2015

Decisão entre Santos x Palmeiras vai passar no cinema em São Paulo

Jogo terá a exibição em uma sala do Shopping Bourbon

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

19 Novembro 2015 | 20h37

A decisão da Copa do Brasil entre Santos e Palmeiras, nesta quarta-feira, às 22 horas, na Vila Belmiro, terá transmissão em um cinema na zona oeste de São Paulo, dentro do Shopping Bourbon. O evento contará ainda com a presença de grandes ídolos da história do time palmeirense e deve ter início por volta das 19h30. O ingresso para o evento custará R$ 400. Mas para quem é Sócio Avanti do Palmeiras, a entrada sairá por R$ 250.

O jogo será transmitido numa das salas de cinema do Shopping Bourbon. Os ex-jogadores Evair e Amaral estarão presentes ao evento que é chamado "Cine Premium Casa Nostra". Além da presença dos ídolos, os torcedores terão direito a um buffet.

O clube ainda organizada três bares temáticos. No Jabaquara, na zona sul da capital paulista, o evento contará com Ademir da Guia, eterno ídolo do Palmeiras. Na Pompeia, na zona oeste, o convidado é o ex-goleiro Velloso. E em Catanduva, no interior de São Paulo, o ídolo que comandará a festa será César Sampaio, apelidado de 'Monstro' do Parque. O Palmeiras chegou a estudar a possibilidade de abrir o estádio Allianz Parque para o jogo, onde os torcedores poderiam assistir a partida por meio de telões, mas a ideia não foi para frente o a diretoria desistiu dessa possibilidade.

DECISÃO

Palmeiras e Santos disputam a final da Copa do Brasil a partir desta quarta-feira. O primeiro confronto é na Vila Belmiro, com a presença de poucos torcedores do time visitante. Estima-se que 2 mil palmeirenses vão ao estádio. O jogo é considerado de risco por causa da rivalidade de suas torcidas. A partida de volta está marcada para o dia 2 de dezembro, na próxima quarta-feira, no Allianz Parque, em São Paulo. Os ingressos, de acordo com o clube, estão encerrados. 

Mais conteúdo sobre:
futebol Copa do Brasil Palmeiras Santos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.