Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Decisão leva Palmeiras a quebrar recorde de público na arena

Final com o Corinthians tem mais de 41 mil torcedores e supera número de presentes a jogo da seleção brasileira

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

09 de abril de 2018 | 07h00

Se o título não veio, pelo menos um feito fica. O Palmeiras não saiu do Allianz Parque, no domingo, da forma como queria, mas apesar do vice-campeonato no Paulista, a final com o Corinthians ficará na história da arena. Com 41.227 torcedores, a presença superou a marca de 41.008 pessoas que estiveram no ano passado na vitória do Brasil por 3 a 0 sobre o Chile, pelas Eliminatórias.

+ Federação paulista aprova atuação da arbitragem

+ Andrés provoca: 'Nem sempre o dinheiro ganha'

A arena ficou lotada e com ingressos esgotados para a final. O Palmeiras perdeu para o Corinthians por 1 a 0 no tempo normal, gol de Rodriguinho, e foi superado também nos pênaltis, por 4 a 3. Foi a terceira ocasião em que o Allianz Parque recebeu um jogo que valia título e pela primeira vez o time da casa não se deu bem. Nas outras duas, levou a taça.

Essas ocasiões, inclusive, renderam recordes para o clube. Na final da Copa do Brasil de 2015, contra o Santos, a partida teve a renda recorde de R$ 5 milhões. Já no ano seguinte, a equipe bateu a Chapecoense e se tornou campeã brasileira diante de 40.986 torcedores. A marca era até este domingo a de maior público em jogos do Palmeiras no estádio.

A grande concentração de palmeirenses levou a Polícia Militar (PM) a organizar um esquema diferente de segurança. Foram 200 policiais apenas para a área internado estádio, quantidade bem acima do comum. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.