JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Decisão no domingo: Palmeiras pode quebrar tabu de 51 anos no Rio

Time alviverde não comemora título do Campeonato Brasileiro fora de casa desde 1967, quando bateu o Náutico

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

23 de novembro de 2018 | 05h00

A ida do Palmeiras ao Rio para a possível decisão do Campeonato Brasileiro, no domingo, pode representar uma grande exceção na história do clube. Por poucas vezes em seus 104 anos o time alviverde precisou comemorar conquistas longe de São Paulo, como terá a chance de concretizar caso derrote o Vasco, em São Januário.

Dos nove títulos brasileiros anteriores, somente em uma ocasião o Palmeiras não deu a volta olímpica na capital paulista. Na Taça Brasil de 1967, a então Academia de Futebol comemorou a conquista no Maracanã ao bater o Náutico no terceiro jogo da decisão por 2 a 0, gols de César Maluco e Ademir da Guia. A disputa se prolongou para uma partida desempate pois cada time havia vencido um dos encontros anteriores.

O Palmeiras comemorou quatro títulos brasileiros no Morumbi (1969, 1972, 1973 e 1993), três no Pacaembu (1960, 1967, pelo Roberto Gomes Pedrosa, e 1994), fora outro no Allianz Parque (2016). Mesmo quando se trata de histórico de conquistas em outras competições, é raro encontrar uma foto de campeão do Palmeiras tirada fora de São Paulo.

A Libertadores de 1999, por exemplo, foi comemorada no antigo Parque Antártica, assim como a Mercosul, no ano anterior. A lista de Copas do Brasil vencidas também é mais caseira do que visitante. O clube comemorou no Morumbi, em 1998, e no Allianz Parque, em 2015. A única taça longe de São Paulo foi em 2012, em Curitiba.

Aquela decisão, aliás, foi a última vez em que o Palmeiras confirmou um título fora de casa. Por coincidência o técnico era Felipão. A equipe empatou por 1 a 1 com o Coritiba, no Couto Pereira, para voltar a São Paulo na manhã seguinte e sair em carreata pelas ruas da cidade.

No domingo o roteiro pode se repetir. O Palmeiras pode voltar do Rio como campeão brasileiro e ser recebido com festa. Para isso se confirmar, será preciso ou vencer o Vasco ou torcer para o Flamengo não derrotar o Cruzeiro, no Mineirão. "Sabemos que será difícil no domingo. O jogo contra o Vasco é complicado. Vamos ter de descansar bastante para fazer um grande jogo", afirmou o lateral Mayke.

Se o título não se confirmar no domingo, o Palmeiras terá uma nova chance na rodada seguinte, ao receber o Vitória, no Allianz Parque. O time precisa somar no mínimo dois pontos nos dois compromissos finais.

Mesmo se for campeão em São Januário, o Palmeiras não receberá a taça no estádio. A cerimônia de premiação deve ser realizada apenas na última rodada da competição.

LOCAL HISTÓRICO

Embora o Palmeiras vá jogar no Rio como visitante, a cidade tem grande importância para o clube. Foi em 1951, no Maracanã, que a equipe conquistou um dos títulos mais importantes da história, a Copa Rio, considerada no clube como o Mundial palmeirense.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.