Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Decisivo com gol em finalíssima, Avelar vira 'Avelenda' para torcida corintiana

Lateral abriu o placar na vitória do Corinthians sobre o São Paulo na final do Paulistão

João Prata, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2019 | 23h06

Danilo Avelar era um dos titulares mais criticados do elenco do Corinthians no início da temporada. Muitos corintianos, talvez com saudades de Sidcley e Arana, pegavam no pé do lateral, que mostrou ter muita personalidade e ser um jogador de decisão. Foi dele o gol que abriu o caminho da vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo e, ao final da partida realizada neste domingo, em Itaquera, parecia uma criança, tamanha felicidade ao escutar os torcedores o chamando de "Avelenda".

"Ano passado passamos por muitas dificuldades de adaptação, mas bati no peito e tentei usar as críticas para amadurecer. Decidi trabalhar para mostrar o meu valor e a resposta está aí", comemorou o lateral, que também havia marcado o gol da vitória sobre o Palmeiras por 1 a 0 na fase de grupos do Estadual. Ele é o vice-artilheiro do time no ano, com cinco gols, três atrás do artilheiro Gustavo.

Além de virar herói dos torcedores, a boa atuação e o gol deste domingo serviram para pressionar ainda mais a diretoria do Corinthians, que negocia a sua contratação com o Torino. Ele está vinculado ao time por empréstimo até julho e os clubes já negociam sua transferência. "Alô Andrés, estou esperando o meu contrato", brincou, ainda no gramado.

O Torino fixou o valor dos direitos de Avelar em 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 6 milhões) e o Corinthians tenta parcelar a quantia. Avelar deixou claro que deseja ficar, mas tem sido sondado por outros clubes brasileiros. "Claro que a pressão para eu ficar é grande e eu quero permanecer aqui. Quando cheguei, disse que voltei da Europa para fazer história no Corinthians e quero fazer isso", resumiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.