Ivan Storti/ Divulgação
Ivan Storti/ Divulgação

Decisivo e elogiado, Gabriel é dúvida para substituir Robinho

'Tem que buscar espaço como fez contra o Linense', diz Enderson

SANCHES FILHO, Estadão Conteúdo

02 Março 2015 | 18h42

Gabriel entrou aos 37 minutos do segundo tempo, domingo à noite, no Pacaembu, quando o Santos corria o risco de sofrer o empate diante do fraco Linense depois de estar vencendo por 3 a 0, deu o passe para Robinho marcar o quarto gol e, enfim, mereceu alguns elogios de Enderson Moreira. Mas nem assim o treinador garante a escalação do garoto na vaga do suspenso Robinho (recebeu o terceiro cartão amarelo) para o jogo contra o Botafogo, no próximo domingo, em Ribeirão Preto.

"Para o lugar de Robinho temos o próprio Gabriel e Marquinhos (Gabriel), que é outra possibilidade", disse, depois de reconhecer a importância do atacante de 18 anos no jogo de domingo. "Gabriel tem que buscar espaço como fez contra o Linense. Ele entrou bem e soube aproveitar a oportunidade, mesmo com pouco tempo, e precisa fazer isso mais vezes. Mostrar esse espírito coletivo e não só pensar em finalizar, mas também em dar assistência, ajudar na marcação e ser mais participativo".

Mesmo reconhecendo o bom aproveitamento de Gabriel em poucos minutos, o treinador lembrou que o trio de frente titular vai continuar sendo Geuvânio, Ricardo Oliveira e Robinho, que está jogando bem e fazendo gol. E não será surpresa se até domingo também Thiago Ribeiro se torne candidato à vaga de Robinho, se não for para o Fluminense em troca de Walter.

Thiago participou dos três primeiros jogos do Santos no Campeonato Paulista e ficou fora dos últimos quatro para se tratar de uma tendinite no joelho esquerdo. Na semana passada, o atacante foi bastante exigido nos treinos físicos especiais e hoje deve voltar a trabalhar com bola.

A explicação de Enderson, que não é unanimidade nem na cúpula do clube, para deixar fora o novo xodó da torcida santista é que ele está atrasado na parte física, em razão de não ter participado da pré-temporada (estava na seleção brasileira Sub-20 que fracassou no Sul-Americano do Uruguai). "Tenho conversado com Gabriel e explicado que logo ele vai ter oportunidade de jogar. Gabriel teve a chance de jogar na seleção, mas talvez tenha perdido a parte mais importante de um atleta para um ano competitivo, que é a pré-temporada. Por enquanto, ele está correndo atrás, mas daqui a pouco vai aparecer a oportunidade dele".

Outro que recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória contra o Linense e desfalca o time domingo, diante do Botafogo, em Ribeirão Preto, é o zagueiro David Braz. Com poucas opções para a posição, Enderson adiantou que Gustavo Henrique será o substituto.

Mais conteúdo sobre:
futebol Santos FC campeonato paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.