Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Decisivo, Sánchez elogia atuação do Santos: 'Seria injusto não ganharmos'

Uruguaio destaca a boa atuação da equipe alvinegra na partida contra o Bahia

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2019 | 23h20

Autor do gol que definiu o triunfo do Santos por 1 a 0 sobre o Bahia, no estádio de Pituaçu, neste sábado, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, o meio-campista Carlos Sánchez avaliou que o placar refletiu a superioridade da sua equipe. O uruguaio destacou a postura de buscar a vitória mesmo atuando como visitante, algo que se concretizou o com o seu gol, no rebote dA cobrança de pênalti defendida por Douglas.

"Fizemos uma grande partida, o time se entregou ao máximo. Perdi o pênalti lamentavelmente, mas por sorte fiz no rebote e pudemos conquistar o que estávamos buscando. Seria injusto não ganharmos os três pontos. Buscávamos os três pontos, não o empate. Nossa torcida incentivou ao máximo e nós jogamos o que tínhamos que jogar", afirmou, em entrevista ao SporTV.

Embora tenha elogiado a boa atuação coletiva da equipe, Sánchez teve atuação decisiva pelo Santos, não só pelo gol marcado, mas também por sofrer o pênalti que o originou e ainda por ditar o ritmo no meio-campo, sendo perigoso em jogadas de bola parada. E agora se igualou a Jean Mota como artilheiro do time em 2019, com dez gols marcados.

O triunfo foi importante para o Santos, especialmente pelo tropeço do Palmeiras, que ficou no 1 a 1 com o São Paulo. Assim, a vantagem da equipe alviverde na liderança do Brasileirão agora está em três pontos. "É seguir somando, não pensar em outra coisa. Fizemos um grande trabalho hoje", disse Sánchez.

Após passar pelo Bahia, o Santos voltará a jogar em 21 de junho, quando visitará o Botafogo, no Engenhão, pela décima rodada do Brasileirão.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.