Dhavid Normando/Divulgação
Dhavid Normando/Divulgação

Deco é flagrado no antidoping e desfalca Fluminense contra o Emelec

Meia testou positivo para a substância Furosemida, presente em vitaminas comercializadas em farmácias de manipulação

AE, Agência Estado

30 de abril de 2013 | 19h49

Numa semana com desafios importantes na Libertadores e no Campeonato Carioca, um fato surpreendente afetou o Fluminense nesta terça-feira. Um de seus principais jogadores, o meia Deco, foi flagrado em exame antidoping - a coleta aconteceu após o jogo com o Boavista, no dia 30 de março, pela quarta rodada da Taça Rio - e nem sequer viajou com a delegação para o Equador, onde o time vai enfrentar o Emelec na quinta, pelas oitavas de final da competição continental.

Deco deve se pronunciar oficialmente nesta quarta-feira, em entrevista coletiva. Na urina do atleta foi encontrada a substância Furosemida, normalmente presente em vitaminas que são comercializadas em farmácias de manipulação. Ele ainda não foi suspenso preventivamente pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio. Mas deverá ser punido se o resultado da contraprova confirmar o uso do medicamento. E, para evitar problemas, nem viajou com a delegação do Fluminense.

A Furosemida já deu dor de cabeça também a outros atletas de destaque do esporte brasileiro. Em 2011, exames com os nadadores Cesar Cielo, Henrique Barbosa e Nicholas dos Santos acusaram a presença da substância no organismo dos três. Mas eles foram apenas advertidos pela justiça desportiva, escapando de suspensão. O doping deles foi atribuído à contaminação de um suplemento alimentar manipulado por uma farmácia da cidade de Santa Bárbara D''Oeste, em São Paulo.

A situação de Cesar Cielo e de seus dois colegas foi atenuada quando a farmácia do interior paulista assumiu a culpa, em relatório enviado à Corte Arbitral do Esporte (CAS) - instância máxima da justiça desportiva mundial -, no qual atribuía "a provável" contaminação das cápsulas à falta de higiene adequada no local onde as pílulas eram produzidas.

O Fluminense emitiu nota no início da noite desta terça-feira para comentar o caso. "Sobre as notícias veiculadas a respeito do exame antidoping feito pelo meia Deco, o Fluminense só vai se pronunciar na sexta-feira, quando sair o resultado da contraprova", diz o clube.

Além de enfrentar o Emelec na quinta-feira pela Libertadores, o Fluminense faz no domingo a final da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. E, para ser campeão, precisa vencer o Botafogo, que tem a vantagem do empate no jogo único da decisão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseDecoLibertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.