Deco é o principal assunto português

O paulista Deco, naturalizado português há pouco tempo e autor do gol da vitória de Portugal sobre o Brasil, no sábado, no estádio das Antas, teve um dia de trabalho intenso na cidade do Porto, neste domingo. Não foi poupado do treino dirigido por Luiz Felipe Scolari à tarde no centro de estádio do clube, sob temperatura de 11 graus. Certamente, foi o responsável pela presença de boa parte das centenas de pessoas que se protegiam do vento e da chuva para vê-lo chutar bolas a gol e aplaudi-lo com entusiasmo a todo instante.Após o treino, não conversou com os repórteres. Mas, passou a manhã folheando os jornais locais que o destacavam em manchetes apaixonadas. O principal diário esportivo de Portugal, A Bola , trazia neste domingo o título de primeira página: ?É Nosso!? Era uma referência à polêmica que se criou depois de sua naturalização. O Record, também um tablóide de esportes, adotou a mesma linha: ?Portugal no coração? era sua manchete.Fotos de Deco na comemoração do gol, abraçado aos colegas, reproduções do lance da falta que resultou no gol da vitória por 2 a 1, adjetivos e mais adjetivos para traduzir a euforia dos portugueses com seu desempenho, tudo isso pôde ser lido na edição também deste domingo dos principais jornais do país. Outro jornal específico de esporte, O Jogo, trouxe na capa, em letras grandes, o sentimento que dominou o Porto: ?O Patriota Deco?O atleta, que atua no Porto e nasceu em São Bernardo do Campo, ainda no final da noite de sábado resumia a emoção por ter estreado na seleccao portuguesa com um gol, uma vitória, e uma façanha sobre o campeão do mundo, o Brasil. ?É um momento especial, foi o gol mais importante da minha vida, vai ficar para sempre na minha memória?, disse. ?Fico satisfeito por ter vingado tantos anos de ausência de triunfos de Portugal sobre o Brasil?, prosseguira, referindo-se à quebra de um tabu de 37 anos. Para completar, afirmara que vive em Portugal por opção própria, ?e não por ter ou não lugar no Brasil?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.