Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Decreto de Bolsonaro muda divisão de recursos da Timemania e beneficia 'Times do coração'

Clubes vão receber de acordo com a proporção em que forem indicados. Anteriormente, apenas 2% do montante era destinado às agremiações de maneira proporcional

Lorenna Rodrigues, O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2022 | 15h37

O presidente Jair Bolsonaro editou decreto que muda a divisão entre os clubes de futebol dos recursos arrecadados com a loteria Timemania, da Caixa. As mudanças beneficiarão os “Times do Coração”, clubes que são escolhidos pelos apostadores. Times da série B e C também passarão a receber uma fatia maior dos recursos.

Pelo novo texto, a divisão dos recursos que cabem aos clubes será feita da seguinte forma: metade será dividida para os “Times do Coração”, indicados pelos apostadores no momento da aposta. Os times receberão recursos de acordo com a proporção em que forem indicados, ou seja, clubes com mais torcedores tendem a ser beneficiados. Anteriormente, apenas 2% do montante destinado aos clubes eram dados proporcionalmente aos times indicados pelos apostadores.

Já a outra metade dos recursos será dividida igualmente entre times das séries A, B, C e times de futebol profissional qualificados no ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), até que se complete o número de 80 clubes. Antes, os clubes da série A recebiam 65% do total arrecadado com as apostas que iam para os times, a maior fatia. Já os times da série B ficavam com 8% e os outros 2% eram divididos entre os clubes restantes.

 “Com a mudança, espera-se maior engajamento e participação dos clubes de futebol na divulgação da Timemania para o seu torcedor que, ao realizar a aposta, contribui para o time de sua preferência”, afirma nota da Secretaria Geral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.