Divulgação
Divulgação

Dedé passará por cirurgia nos Estados Unidos e só deve voltar ao Cruzeiro em 2017

Zagueiro irá se consultar com médico de Hamilton, Bryant e Beckham

Estadão Conteúdo

01 de agosto de 2016 | 19h03

O Cruzeiro informou nesta segunda-feira, em entrevista coletiva, que o zagueiro Dedé passará por nova cirurgia no joelho direito e só deverá voltar aos gramados em 2017. O jogador passará pelo procedimento nos Estados Unidos com o médico Robert LaPrade, renomado por tratar de atletas como Lewis Hamilton, Kobe Bryant e David Beckham, esses dois últimos já aposentados.

"O atleta vem de uma fratura na patela do joelho direito. Foi constatado por vários exames a cicatrização da fratura e foi encaminhado para o processo de transição. Ele voltou a apresentar um quadro de dor progressiva. Detectamos de forma precoce um retorno desta fratura, um estresse no local. O atleta passou a ter uma indicação de um procedimento cirúrgico para que se evite futuras complicações em cima disso. Diante da complexidade do processo, optamos indicar um colega nessa abordagem", disse o médico do clube, Sérgio Freire Júnior.

A crônica lesão surgiu em 5 de novembro de 2014, no empate do Cruzeiro com o Santos, por 3 a 3, na semifinal da Copa do Brasil. O jogador iniciou um tratamento convencional, que não surtiu efeito. Foi recomendado que passasse por uma cirurgia, realizada em janeiro de 2015, pelo José Luiz Runco, ex-médico da seleção brasileira.

A recuperação foi longa. Passou a temporada inteira sem atuar e só retornou aos gramados após 14 meses, no empate por 1 a 1 com o América-MG, no Mineirão, pelo Estadual. Na ocasião, voltou a sentir dores no local e iniciou novo tratamento.

"Momento difícil. Não queria dar uma coletiva para falar sobre lesão. Segundo ano perdido para mim, por questão dessa lesão. Estava num período de tratamento, em que tentamos de tudo. Fizemos muitos exercícios... Sentia muita dor, fazia até em cima da dor. Não conseguíamos. Ficava muito mal em casa, sofrendo muito com essa situação. Mas parece que é uma coisa muito difícil. Sei que esse departamento e a fisioterapia querem meu bem, sempre se dedicaram, confio muito neles. Vou superar mais uma batalha", lamentou o zagueiro.

Dedé tem contrato com o Cruzeiro até abril de 2017. Ele acredita na recuperação plena e em um retorno com títulos para a equipe mineira. "Enquanto jogar no Cruzeiro vou buscar todos os títulos possíveis, como em 2013 e 2014. E a consequência de chegar a títulos pelo Cruzeiro é chegar à seleção. Espero conseguir colocar o Cruzeiro em níveis maiores, no topo sempre. Esses são meus sonhos. Falta menos de um ano para o fim do meu contrato. Nesses quatro anos em que estive, em dois anos pude fazer meu máximo para conquistar os títulos. Não vou abandonar o barco e espero conquistar mais", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.