Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Dedé pede 'concentração além do normal' para Cruzeiro na Libertadores

Após perder para o Grêmio no Brasileiro, equipe mineira enfrenta o Universidad de Chile, fora de casa, na quinta-feira

Estadão Conteúdo

16 Abril 2018 | 15h50

O início do Cruzeiro na Libertadores está preocupando o torcedor. Após duas partidas, o time mineiro soma apenas um ponto e, por isso, precisa vencer na quinta-feira, mesmo atuando fora de casa, diante da Universidad de Chile. Em busca deste objetivo, o zagueiro Dedé pediu uma atitude diferente para a partida.

+ Mano elogia Grêmio e admite Cruzeiro 'dominado' em derrota na estreia

"Antes de entrar, a concentração tem que estar muito além do normal. Contra o Racing, fizemos uma boa partida, mas faltou um pouco dessa visão, essa concentração, um toque no companheiro na bola parada. Mas o grupo está bem ligado, sabe que vai ter uma pedreira", declarou nesta segunda-feira.

Para Dedé, a preparação para o duelo pode ser tão importante quanto o desempenho em si. "Estamos começando uma conversa para conscientizar o elenco da importância do jogo, do campeonato que estamos disputando. Acredito que o preparativo será diferente dos outros", considerou.

Depois de um longo período lutando contra problemas físicos, Dedé está recuperando seu espaço no Cruzeiro e tem sido escalado como titular pelo técnico Mano Menezes. Na quinta, ele terá a seu lado um companheiro que fará sua estreia na Libertadores deste ano. Suspenso na derrota da estreia, contra o Racing, e desfalque no segundo jogo, diante do Vasco, por lesão, Edílson finalmente atuará pelo time celeste na competição.

"Nos dois primeiros jogos, não pude estar. No primeiro, estava suspenso, e no segundo, estava lesionado. A gente não pode se atirar de qualquer forma em cima da La U, mas também não pode esperar o tempo inteiro, uma hora eles acabarão furando o bloqueio. Temos jogadores de altíssimo nível, o Cruzeiro é muito grande. Vai ser um jogo franco, aberto, de experiência, de qualidade, para vencer lá", previu.

O elenco celeste se reapresentou nesta segunda-feira, dois dias após ser derrotado na estreia do Brasileirão pelo Grêmio, em casa, por 1 a 0. Os jogadores que foram titulares no sábado realizaram um trabalho regenerativo, enquanto o restante fez um coletivo contra o time sub-20.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.