Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Dedé pede para Cruzeiro esquecer vantagem para decidir com o Flamengo

'Como se estivesse 0 a 0', afirma o zagueiro antes de jogo decisivo pela Libertadores

Estadão Conteúdo

28 Agosto 2018 | 20h12

O zagueiro Dedé pediu aos companheiros de Cruzeiro que esqueçam a vantagem alcançada no jogo de ida e que todos entrem em campo contra o Flamengo como se o confronto estivesse 0 a 0. As equipes se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h45, no estádio do Mineirão, no duelo decisivo pela vaga às quartas de final da Libertadores.

A equipe celeste venceu a primeira partida por 2 a 0, no Maracanã, e pode perder por até um gol de diferença que avança na competição. "Esse placar a gente só vai pensar na parte final. Vamos entrar como se estivesse 0 a 0. Temos que ter inteligência para jogar. Temos que fazer o melhor possível para não ter nenhum tipo de erro."

No último treino antes da partida, o técnico Mano Menezes não permitiu a entrada para os jornalistas e também vetou a entrada dos cerca de 300 torcedores que foram ao CT apoiar os atletas. Dedé aproveitou a coletiva para agradecer ao carinho demonstrado na véspera da partida.

"É bom saber que eles estão com a gente e vão nos apoiar até o final. Quero aproveitar para agradecer pela presença. Eles sabem que fazem a diferença. Foi assim na virada da final do Mineiro. Agora, contra o Flamengo, temos que fazer nossa parte para tentar manter esse resultado", afirmou Dedé.

Na decisão do Campeonato Mineiro deste ano, o Cruzeiro perdeu o jogo de ida por 3 a 1 para o Atlético-MG no estádio Independência. Na volta, diante de seus torcedores no Mineirão, conseguiu reverter o placar, venceu por 2 a 0 e garantiu a taça. Para Dedé essa reviravolta serve como justificativa de agradecimento aos torcedores, mas também pode valer de sobreaviso.

"Impossível estar em uma zona de conforto com um jogo desses. Assim como no Mineiro a gente conseguiu fazer isso, agora pode acontecer também. Tenho certeza que o Flamengo está com esse pensamento e a gente tem que entrar completamente focado para não permitir isso", disse.

O Cruzeiro tem ao menos duas dúvidas na formação para o jogo desta quarta-feira. Na lateral direita, Edílson se recuperou de contusão, mas ainda está sem ritmo de jogo ideal. Por isso, Romero pode seguir na equipe. No setor ofensivo, Barcos segue sem convencer e Raniel aparece como concorrente.

A tendência é que o time mineiro entre em campo no Mineirão com: Fábio; Lucas Romero (Edílson), Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Robinho, Thiago Neves e Arrascaeta; Barcos (Raniel).

 

 

Mais conteúdo sobre:
Cruzeiro Esporte Clube Dedé

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.