Defensor faz 9 a 0 no Sport Huancayo na Sul-Americana

Em maior goleada da história do torneio, equipe uruguaia praticamente garantiu vaga nas oitavas

AE, Agência Estado

17 de setembro de 2010 | 09h29

O Defensor, do Uruguai, entrou para a história da Copa Sul-Americana ao golear o Sport Huancayo, do Peru, por 9 a 0, no jogo de ida segunda fase da competição continental, na noite de quinta-feira, disputado em Montevidéu. A vitória arrasadora praticamente garantiu a passagem da equipe para as oitavas de final e foi a maior goleada da história do torneio.

A partida de quinta-feira foi o primeiro jogo internacional do Sport Huancayo, fundado há três anos. O jogo de volta será disputado na próxima quarta-feira, na cidade peruana de Huancayo, a 3.259 metros acima do nível do mar. O vencedor do confronto enfrentará o Independiente, da Argentina, que eliminou o Argentinos Juniors.

O massacre do Defensor começou no minuto inicial, quando Diego de Souza abriu o placar em cobrança de pênalti marcado pelo árbitro brasileiro Marcelo de Lima Henrique. Mario Risso, aos 43 minutos, fez o segundo gol da equipe. A surra foi definida na etapa final, com gols de Diego de Souza, aos 2, Miguel Amado, aos 3, Rodrigo Mora, aos 12 e aos 19, Adrián Luna, aos 17 e aos 35, e Eduardo Aranad, aos 31 minutos.

Em Bogotá, o Independiente Santa Fé venceu o Caracas por 2 a 1 no jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. A partida de volta acontecerá na próxima quinta-feira, na Venezuela, e o vencedor do confronto vai enfrentar o Atlético Mineiro nas oitavas de final.

O Caracas abriu o placar aos 37 minutos do primeiro tempo, com Heatklif Castillo. Mas o Santa Fé reagiu na etapa final e conseguiu a virada com gols de Luis Manuel Seijas, aos 11, e Oscar Rodas, aos 27 minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.