Defensor tenta repetir sucesso contra brasileiros

O Defensor vive a mesma expectativa do São Paulo na Libertadores: busca a vitória nesta quarta-feira, em Montevidéu, para conseguir a liderança isolada do Grupo 4 - os dois rivais estão empatados em primeiro lugar, ambos com quatro pontos. E, mesmo sem grande tradição, o time uruguaio costuma prevalecer quando joga em casa.

AE, Agencia Estado

17 de março de 2009 | 21h13

Os uruguaios participaram da Libertadores pela última vez em 2007, quando deram muito trabalho aos times brasileiros que encontraram pela frente: em casa, o Defensor só foi vencido pelo Santos, ainda na primeira fase. Nas oitavas-de-final, a vítima foi o Flamengo, que perdeu por 3 a 0 em Montevidéu. E nas quartas-de-final, bateu o Grêmio por 2 a 0, mas acabou eliminado no jogo de volta, em Porto Alegre.

A certeza de que é possível repetir o trajeto de dois anos atrás vem pelo bom momento do Defensor no ano: atual campeão nacional, o time lidera o Torneio Clausura do Campeonato Uruguaio. "Estamos no nosso melhor momento, tanto no futebol quanto na motivação, para enfrentar um rival como o São Paulo", diz o meia Pablo Gaglianone, um dos líderes da equipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.